Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Estudantes e professores protestam na Câmara contra violência em escolas de Taboão

Por | 18/09/2012

protesto

Sandra PereiraEstudantes vieram em marcha da praça Nicola Vivilechio até a Câmara Municipal

Estudantes e professores do comitê Contra a Violência de Taboão da Serra, criado para cobrar providências das autoridades competentes sobre a onda de crimes ocorridos no entorno das escolas estaduais da cidade movimentaram a sessão desta terça-feira, 18, da Câmara Municipal. Eles saíram da praça Nicola Vivilechio em direção à Câmara trazendo cartazes em repetindo palavras de ordem contra à violência. Eles pedem uma série de medidas para a inibição da ação de criminosos em frente e no entorno das escolas estaduais do Guaciara, Jardim Roberto, Freitas Júnior entre outras.

Provocados a se posicionar sobre o assunto pelo grupo de manifestantes os vereadores fizeram discursos de apoio e elogios ao movimento, mas, acabaram partidarizando a questão fazendo da violência palanque eleitoral. Os que apóiam o governo municipal lembraram que a segurança pública é dever constitucional do Estado, já os de oposição disseram que a municipalidade deve solucionar problemas como a má iluminação e poda de arvores que acabam prejudicando a segurança.

"A manifestação de vocês é positiva, mas é bom lembrar que a segurança é responsabilidade do governo do Estado. Nós fomos no procurar o secretário de segurança e ele nem recebeu a gente", falou Macário. "A prefeitura e a Citeluz tem que garantir a iluminação pública já que todos nós pagamos uma taxa alta por ela", disparou Olívio. 


Depois de muito discursar os vereadores aprovaram um requerimento cobrando da prefeitura e do governo estadual as reivindicações dos estudantes e professores para melhorar a segurança no entorno da comunidade escolar de Taboão. O documento aprovado na Casa será remetido às autoridades competentes.

Não é de hoje que os moradores reclamam da insegurança crescente em Taboão. As estatísticas recentes divulgadas pelo governo do Estado comprovando o crescimento da violência mostrou o que a população já vinha sentindo pele há meses: a falta de segurança, veja aqui.

Munidos de faixas e mega-fone os estudantes, professores e representantes da Apeoesp se concentraram na Praça Nicola Vivilechio no centro da cidade e seguiram para a Casa de Leis. Frases de protestos e pedidos de segurança para estudar deram o tom da manifestação. A segunda realizada por eles – relembre aqui.

No documento entregue aos vereadores constam as seguintes reivindicações: iluminação nas ruas das escolas e ao entorno, poda de árvores que atrapalha na iluminação, presença permanente da ronda da GCM, a partir de um diálogo com comitê da comunidade escolar para determinar horários e procedimentos para lidar com alunos e, por fim melhorias e reformas das ruas de acesso, como o recapeamento.

De acordo com integrantes do Comitê a segurança não se resume somente em polícia, uma vez que desde o dia 10, diariamente a ronda acontece na escola Edgar Francisco, primeira unidade de ensino que foi alvo dos criminosos. Leia aqui  e aqui .

“O policiamento inibiu a ação dos assaltantes, mas as condições para a criminalidade continuam. Por isso fazemos as reivindicações, por não temos condições mínimas para estudar”, afirmaram os alunos.

 "A gente tem que vir cobrar porque se depender deles (vereadores) não acontece nada", completou outro.

07/02/2018

Vereador Onishi comemora lei do auxílio aluguel para mulheres vítimas de violênc

O prefeito Fernando Fernandes sancionou o projeto de lei que determina a concessão de auxílio...

07/02/2018

Vereadores de Taboão aprovam nomes que vão receber medalha 19 de Fevereiro

Na volta do recesso parlamentar, nesta terça-feira, 6, os vereadores de Taboão da Serra...

06/02/2018

Temer vê dificuldade em aprovar reforma da Previdência depois de fevereiro

O presidente Michel Temer disse que o governo não pode ficar discutindo a reforma da Previdência...

06/02/2018

TCE aprova contas de Cido e Nóbrega na presidência da Câmara de Taboão

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) aprovou nesta terça-feira, 6, as contas dos ex-presidentes...

03/02/2018

PT de Embu expulsa vereador Doda; ele alega sofrer perseguição política

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Embu das Artes decidiu em votação unânime,...

02/02/2018

Temer diz que seu governo aguenta déficit, mas outros não

O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (2) que insiste na reforma da Previdência...

21/01/2018

Mesmo em recesso, Câmara Municipal de Taboão da Serra continua com atendimento

Durante o mês de janeiro a Câmara Municipal de Taboão da Serra permanece em recesso parlamentar....

19/01/2018

Taboão da Serra inaugura sede do Corpo de Bombeiros

Já está em operação o novo Posto do Corpo de Bombeiros da cidade de Taboão da Serra. A sede...

16/01/2018

Inauguração do novo quartel do Corpo de Bombeiros de Taboão será dia 19

Nesta sexta-feira, 19, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, a deputada estadual...

01/01/2018

Estado envia R$ 57,5 milhões para investimentos em 126 municípios paulistas

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta quinta-feira (28) o repasse do 15º lote de...

18/02/2018

Nós por Noix: cursinho popular abre inscrições em Itapecerica

Procurando um cursinho pré vestibular gratuito? Se liga no “Nós por Noix” – Cursinho Popular...

18/02/2018

Agências bancárias da região fecham nesta segunda em adesão a greve nacional

Os bancos em Taboão da Serra, Embu e Itapecerica não irão abrir nesta segunda-feira (19) como...

17/02/2018

Embu das Artes celebra 59 anos de emancipação neste domingo, 18

A cidade de Embu das Artes comemora no próximo domingo (18), 59 anos de emancipação...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.