Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Estudantes e professores protestam na Câmara contra violência em escolas de Taboão

Por Sandra Pereira e Karen Santiago | 18/09/2012

protesto

Sandra PereiraEstudantes vieram em marcha da praça Nicola Vivilechio até a Câmara Municipal

Estudantes e professores do comitê Contra a Violência de Taboão da Serra, criado para cobrar providências das autoridades competentes sobre a onda de crimes ocorridos no entorno das escolas estaduais da cidade movimentaram a sessão desta terça-feira, 18, da Câmara Municipal. Eles saíram da praça Nicola Vivilechio em direção à Câmara trazendo cartazes em repetindo palavras de ordem contra à violência. Eles pedem uma série de medidas para a inibição da ação de criminosos em frente e no entorno das escolas estaduais do Guaciara, Jardim Roberto, Freitas Júnior entre outras.

Provocados a se posicionar sobre o assunto pelo grupo de manifestantes os vereadores fizeram discursos de apoio e elogios ao movimento, mas, acabaram partidarizando a questão fazendo da violência palanque eleitoral. Os que apóiam o governo municipal lembraram que a segurança pública é dever constitucional do Estado, já os de oposição disseram que a municipalidade deve solucionar problemas como a má iluminação e poda de arvores que acabam prejudicando a segurança.

"A manifestação de vocês é positiva, mas é bom lembrar que a segurança é responsabilidade do governo do Estado. Nós fomos no procurar o secretário de segurança e ele nem recebeu a gente", falou Macário. "A prefeitura e a Citeluz tem que garantir a iluminação pública já que todos nós pagamos uma taxa alta por ela", disparou Olívio. 


Depois de muito discursar os vereadores aprovaram um requerimento cobrando da prefeitura e do governo estadual as reivindicações dos estudantes e professores para melhorar a segurança no entorno da comunidade escolar de Taboão. O documento aprovado na Casa será remetido às autoridades competentes.

Não é de hoje que os moradores reclamam da insegurança crescente em Taboão. As estatísticas recentes divulgadas pelo governo do Estado comprovando o crescimento da violência mostrou o que a população já vinha sentindo pele há meses: a falta de segurança, veja aqui.

Munidos de faixas e mega-fone os estudantes, professores e representantes da Apeoesp se concentraram na Praça Nicola Vivilechio no centro da cidade e seguiram para a Casa de Leis. Frases de protestos e pedidos de segurança para estudar deram o tom da manifestação. A segunda realizada por eles – relembre aqui.

No documento entregue aos vereadores constam as seguintes reivindicações: iluminação nas ruas das escolas e ao entorno, poda de árvores que atrapalha na iluminação, presença permanente da ronda da GCM, a partir de um diálogo com comitê da comunidade escolar para determinar horários e procedimentos para lidar com alunos e, por fim melhorias e reformas das ruas de acesso, como o recapeamento.

De acordo com integrantes do Comitê a segurança não se resume somente em polícia, uma vez que desde o dia 10, diariamente a ronda acontece na escola Edgar Francisco, primeira unidade de ensino que foi alvo dos criminosos. Leia aqui  e aqui .

“O policiamento inibiu a ação dos assaltantes, mas as condições para a criminalidade continuam. Por isso fazemos as reivindicações, por não temos condições mínimas para estudar”, afirmaram os alunos.

 "A gente tem que vir cobrar porque se depender deles (vereadores) não acontece nada", completou outro.

27/05/2017

Prefeito Fernando Fernandes e deputada Analice inauguram abrigo municipal

O prefeito Fernando Fernandes e deputada estadual Analice Fernandes inauguraram na quinta-feira,...

25/05/2017

Contas de Taboão estão em dia, mas capacidade financeira está no limite

O vereador José Aparecido Alves, o Cido, elogiou a condução da audiência pública e a atuação do...

24/05/2017

Eduardo Nóbrega comemora aprovação das contas da Câmara de 2013 pelo TCE

O Tribunal de Contas de São Paulo (TCE) aprovou nesta terça-feira, 23, as contas da Câmara...

24/05/2017

Vereadores aprovam estudo sobre vale-transporte e dissídio dos servidores

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram em regime de urgência na sessão desta terça-feira,...

23/05/2017

Juiz mantém decisão que obriga prefeitura a administrar cemitérios de Embu

O juiz da 1ª Vara Judicial da Comarca de Embu das Artes, Rodrigo Aparecido Bueno de Godoy negou...

22/05/2017

Embu é a cidade da região que mais recebe recursos do governo do Estado

Nos primeiros meses de 2017 Embu das Artes vem consolidando sua posição como a cidade da região...

19/05/2017

Lei da deputada Analice Fernandes protege mulher vítima de violência

Lei de autoria da deputada estadual Analice Fernandes de proteção a mulher vítima de violência...

19/05/2017

Comunidade japonesa homenageia Dr. Onishi por vitória na eleição em Taboão

O vereador de Taboão da Serra, Dr. Ronaldo Onishi, foi homenageado com diploma de Honra ao...

18/05/2017

Delação de donos da JBS envolvendo presidente agrava crise política no Brasil

O país amanhece perplexo com mais uma delação de corrupção. Desde vez a denúncia é de que o...

16/05/2017

Vereador afirma que roubos em Embu acontecem pra prejudicar Ney Santos

Os roubos e furtos a equipamentos públicos como creches, Unidades Básicas de Saúde e escolas...

28/05/2017

Taboão Plaza Outlet recebe neste domingo evento de noivos

No próximo domingo (28 de maio) acontece em Taboão da Serra, o “Outlet de Noivas”, evento com...

28/05/2017

ROMU da GCM de Taboão prende dupla com moto roubada

A ROMU da Guarda Civil Municipal de Taboão da Serra prendeu em flagrante no começo da manhã...

28/05/2017

Acidente com um vítima fatal travou o trânsito na Régis Bittencourt em Taboão da

Uma pessoa morreu por conta de um acidente grave envolvendo 5 veúlos no começo da noite deste...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.