Avenida Elias Yasbek recebe obras de reurbanização

Por | 6/06/2010

Muito trânsito, poeira, homens trabalhando e máquinas. Esse é o cenário da principal Avenida da cidade de Embu das Artes a Elias Yazbek. A avenida será totalmente reurbanizada e as calçadas  padronizadas visando garantir melhor acessibilidade aos pedestres e melhorar o visual da cidade.

Com investimentos de R$ 4,2 milhões do governo federal a principal via de acesso ao Centro Histórico passará por revitalização e também por um projeto de urbanização, para que ela se torne mais um cartão-postal da cidade que durante o final de semana recebe cerca de 30 mil turistas na conhecida “Feira do Embu”.

Segundo a assessoria de imprensa entre as prioridades estão as áreas de estacionamento e calçadas com 1,5 m de largura, para garantir a segurança do pedestre, o bom andamento do tráfego e “melhorar a vida” de quem utiliza a via. A Elias Yazbeck além da troca do asfalto, terá as calçadas de passeios padronizadas e adaptadas para o trânsito de deficientes visuais e cadeirantes.

O cronograma de obras também contemplará a reestruturação de guias e sarjetas e melhorias no solo para adequação da malha viária, além de construção de pequenos bolsões de estacionamento e a implantação de um novo sistema de sinalização de trânsito, que contemplará a readequação de faixas, semáforos e instalação de radares de velocidade. No total, serão 2,9 mil metros quadrados de intervenção desde o Caipirão (casa de shows) até o cercadão – incluindo a Padaria Belas Artes a Praça da Bíblia.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura o prazo de entrega das obras está previsto para junho de 2010. Um dos principais problemas enfrentados pelos moradores e por quem trafegava pela avenida era as frequentes enchentes. E por este motivo a prefeitura incluiu no projeto a readequação do sistema de águas pluviais para o melhor escoamento da água da chuva.

Nos quatro principais pontos de alagamento na via (próximo a padaria Belas Artes, Caipirão, Praça da Lagoa e Pronto Socorro Central), a tubulação será mais larga com dutos de até 1,5 metros de diâmetros que serão substituídos para melhorar o escoamento da água e o volume da água será desviado para o rio Embu Mirim, pois tem uma estrutura mais adequada.

Segundo a assessoria de imprensa o prefeito sempre que concede entrevistas ressalta que essas obras são necessárias, e por ser muito grande causa transtorno mesmo. “Os engenheiros durante as obras encontraram uma pedra grande no meio do caminho, primeiro precisaram retirar para só depois conseguir passar a tubulação. A obra é muito grande e vai garantir a solução definitiva da avenida”, afirmou a assessoria.

As obras estão espalhadas por todos os cantos da cidade. Nas ruas, escolas, Unidades de Saúde, por todo o lugar que se trafegue os munícipes e visitantes se deparam com homens trabalhando nas construções, reformas, pavimentações, entre outras. A assessoria informou que todas essas obras atendem as necessidades diretas dos moradores.

Comentários