Vereador Dr. Ronaldo Onishi realiza pedágio de conscientização sobre o autismo em Taboão

Por Natália Bassi | 25/03/2022

O vereador de Taboão da Serra, Dr. Ronaldo Onishi (DC), vem realizando diversos pedágios de conscientização sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) na cidade. O parlamentar, que é conhecido pelas suas leis em favor da inclusão e da garantia de direitos de pessoas diagnosticadas com autismo e com deficiência, está levando informações sobre a causa para os quatro cantos da cidade.

“Além de implantarmos leis que garantam que os direitos dos autistas sejam assegurados, é importante também conscientizarmos a população sobre o autismo. Muita gente nunca ouviu falar ou, se conhece, sabe muito pouco. A falta de conhecimento gera preconceito e estigmas que precisam acabar”, falou.

Em seu 4º mandato, Onishi tem uma forte atuação na Câmara Municipal de Taboão da Serra e já aprovou 05 leis que garantiram o avanço de políticas públicas voltadas às pessoas diagnosticadas com autismo e suas famílias. Além disso, ele também foi responsável por instituir ações de mais inclusão no município, como é o caso do Autismo no Esporte e a integração dos autistas nas atividades de hidroterapia que acontecem no Serviço Especializado de Reabilitação (SER).

O pedágio, que teve sua primeira edição no Jardim Record e já passou pelas faculdades Fecaf e Anhanguera, continuará em outros bairros da cidade durante as próximas semanas.

“Vamos fortalecer esse trabalho de conscientização. Estou conversando sobre as leis, sobre os direitos dos autistas e principalmente sobre a necessidade da sociedade acolher essas pessoas e também as suas famílias. É uma causa que merece atenção, cuidado e muita responsabilidade. A população está aceitando super bem essa conversa e muitos me revelaram que possuem alguém da família diagnosticado com o transtorno”, frisou.

Além do pedágio, o vereador também realizará uma grande ação no dia 02 de abril no Cemur. O 7º Encontro de Autismo, que também é uma lei de sua autoria, vai voltar aos moldes presenciais após melhora nos índices da pandemia.

Comentários