Após aumento no preço da gasolina, corridas de carros de aplicativo ficarão entre 5% a 6,5% mais caras

Por Natália Bassi | 15/03/2022

Com o reajuste no preço do combustível, diversos serviços sofreram impacto e aumento no preço. Entre eles, as plataformas de carros de aplicativo. A Uber, por exemplo, aumentou em 6,5% as tarifas. De acordo com a empresa, isso é uma maneira de repassar o valor da gasolina aos consumidores e não ao trabalhador. Já a 99, ainda aumentará em 5% o valor das corridas nos próximos dias.

O principal intuito das empresas com o aumento é não prejudicar o motorista, que teria que pagar mais pela gasolina e receber o mesmo valor de antes dos passageiros que contratam o serviço.

Em nota, a Uber afirmou que por enquanto essa nova medida não tem data para terminar e que, por enquanto, essa foi a forma adota para não impactar tanto os trabalhadores do ramo.

“Sabemos que motoristas estão entre os primeiros a sentir o impacto dos preços recordes dos combustíveis, então estamos implementando essas iniciativas para ajudá-los. Esperamos que essas ações emergenciais colaborem para reduzir os impactos no dia a dia, mas continuaremos ouvindo nossos parceiros, especialmente neste momento”, afirma Silvia Penna, diretora-geral da Uber no Brasil.

Comentários