Prefeito Aprígio afirma que funcionalismo terá reposição salarial a partir de maio

Por Natália Bassi | 23/02/2022

O prefeito de Taboão da Serra, José Aprígio (Podemos), afirmou em coletiva de imprensa realizada na última segunda-feira, 21, que o funcionalismo do município terá reposição salarial a partir de 1º de maio. De acordo com o mandatário, ainda não é possível afirmar qual será o percentual dado, já que isso depende da legislação. No entanto, é esperado que o valor do percentual seja equivalente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2021, que gira em torno de 10,16%.

“Eu estou me preparando para já agora em maio repassar o índice ao funcionário. Eu estou me preparando para equiparar o salário de todos que ganham menos que um salário mínimo, que tem muitos funcionários. O que eu acho um absurdo no Brasil que a gente vive hoje ter gente que ganha menos do que um salário mínimo”, afirmou Aprigio.

O prefeito também salientou que essa medida será tomada todos os anos em seu governo no mês de maio, período esse em que é autorizado a incorporação da reposição salarial.

“O primeiro mês de maio que eu passei sem dar o repasse salarial foi no ano passado. E eu pretendo daqui para frente, se a lei federal permitir, dar a reposição todo ano”, explicou.

Sobre o reajuste maior que a inflação que os servidores cobram , Aprigio salientou que “será o que a lei determinar” e que “todos os servidores sabem que o prefeito tem que obedecer a lei”.

Aprigio também alegou que o salário do funcionalismo ficou defasado por conta de governos anteriores, que não respeitaram as decisões jurídicas.

“Se os governos anteriores tivessem feito os reajustes, os servidores, não digo que estariam com um salário alto, mas estariam com um salário melhor do que o que eles têm hoje”, finalizou.

Comentários