Ney Santos afirma que material escolar será entregue na 1º quinzena de março nas escolas municipais

Por Natália Bassi | 23/02/2022

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (Republicanos), informou em suas redes sociais que a partir da 1º quinzena de março os quase 30 mil alunos da rede municipal de ensino começarão a receber os materiais escolares. Além disso, Ney também salientou que enviou à Câmara Municipal da cidade um Projeto de Lei (PL) que tornará obrigatória a entrega desses materiais por parte da prefeitura. O chefe do executivo alega que, se aprovado, isso fará com que todos os prefeitos que um dia venham a ocupar o cargo, tenham a responsabilidade de assumir esse compromisso com o ensino das crianças.

“A partir da 1º quinzena de março nós vamos começar a entregar os materiais para os nossos quase 30 mil alunos da rede municipal. Eu como nasci e me criei aqui em Embu e estudei em escola pública, nunca tive dúvida que esse material faz uma grande diferença no ensino dos nossos alunos. Até porque esse material traz valorização, traz dignidade e o mais importante, ele traz igualdade dentro da sala de aula”, falou Ney.

Sobre o PL enviado à Câmara, Ney explicou que o projeto é muito importante para que todos os futuros prefeitos zelem pela educação da cidade,

“O Projeto de Lei obriga, seja quem for o prefeito, nos próximos mandatos, independente de quantos anos, 10, 15, 40 anos, a obrigatoriedade de entregar o material escolar todos os anos aos nossos alunos. E material completo da mesma forma que a gente entrega”, disse o prefeito.

O chefe do executivo embuense lembrou que a ação da entrega dos materiais é mais uma da sua gestão em prol da educação. Segundo ele, houve mais valorização dos profissionais e também diversas obras nas escolas para garantir que os alunos tenham o máximo aproveitamento das aulas.

“A gente sempre teve certeza que a maior forma de transformar vidas, transformar sonhos, é através da educação. Por conta disso, nós temos trabalhado para que a educação de Embu das Artes seja uma das melhores educações do Estado de São Paulo”, explicou.

Comentários