Fundação Pró-Sangue está operando com estoque de 5 tipos sanguíneos em estado crítico

Por Natália Bassi | 11/02/2022

A Fundação Pró-Sangue afirmou que vem operando com estoque de cinco tipos sanguíneos em estado crítico. De acordo com o órgão, que é vinculado à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, a pior situação são as dos tipos sanguíneos A- e O+, O-, B+ e B- . A pandemia é considerada uma das principais responsáveis pela situação, já que existe baixa procura para doação nos pontos de coleta e também o uso maior de sangue para o tratamento de pessoas internadas.

Segundo representantes da fundação, se não houver um aumento no número de doações nos próximos dias, pode ocorrer um desabastecimento. Esse quadro prejudicaria o tratamento de milhares de pacientes que dependem de transfusões regulares ou de emergência.

Com a pandemia, algumas regras para doação mudaram. Agora, pessoas que testaram positivo ou estejam com suspeita, só podem ir aos hemocentros 10 dias após a completa recuperação. Além disso, quem tiver tido contato com algum infectado nos últimos dias, precisa esperar uma semana para realizar a doação.


Como doar

Para fazer a doação é necessário estar em boas condições de saúde; ter entre 16 e 69 anos de idade; pesar no mínimo 50 quilos; estar descansado, com ao menos 6 horas de sono, e bem alimentado (evitar comida gordurosa); não ter consumido bebidas alcoólicas 12 horas antes da doação. Além disso, é necessário apresentar um documento original de identidade com foto que permita a identificação do candidato.

Pessoas diagnosticadas com doenças transmissíveis pelo sangue, como hepatites e HIV, não podem ser doadores. O mesmo vale para mulheres grávidas ou puérperas. Quem estiver resfriado, deve aguardar sete dias após o fim dos sintomas para ir a qualquer um dos pontos de coleta.

Para doar basta entrar no site http://www.prosangue.sp.gov.br/home/ e realizar o agendamento na unidade mais próxima.

Comentários