Anvisa autoriza venda de autotestes no Brasil; decisão foi unânime

Por Natália Bassi | 28/01/2022

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, após parecer unânime de toda a diretoria, a venda de autotestes no Brasil. O produto será comercializado em redes de farmácia de todo o país.

O autoteste poderá ser feito por qualquer pessoa que queira saber se está ou não com o coronavírus. Isso vale para casos sintomáticos e assintomáticos. No entanto, quem tiver menos de 14 anos, só poderá comprar o produto na presença dos pais ou responsáveis.

Em caso de resultado positivo, será essencial seguir todos os protocolos adotados até o momento para pessoas infectadas. Além disso, é orientado que a pessoa procure uma unidade de saúde para garantir a confirmação do diagnóstico e também a notificação para órgãos municipais, estaduais e federais.

De acordo com o gerente-geral de Tecnologia para produtos de saúde da Anvisa, Leandro Rodrigues, o teste tem caráter “orientativo” e portanto, em um eventual resultado positivo, não há laudo que comprove a doença. Por esse motivo é essencial que a pessoa se desloque ao pronto socorro mais próximo.

"A covid-19 é uma doença de notificação compulsória, (...) feita por profissionais de saúde. Por isso, a orientação é, frente a um resultado positivo, você procure um serviço de saúde para ter a confirmação”, disse Leandro.

Todas informações sobre a política de autotestagem, com todas as regras e orientações, serão disponibilizadas ainda hoje no site do Ministério da Saúde.

Comentários