Empresa anuncia campanha que utiliza inteligência de dados para estimular investimentos sociais em projetos de artes marciais

Por Assessoria de Imprensa | 10/12/2021

Fazer com que o apoio financeiro a organizações da sociedade civil seja percebido não como uma doação, mas como um verdadeiro investimento: este é o princípio da IMPACTO, empresa social que oferece uma plataforma tecnológica para conectar doadores a instituições que necessitam de suporte para se estruturar e crescer. Com o anúncio de uma campanha online focada em projetos de artes marciais, que transformam as vidas de crianças e adolescentes através do esporte, a IMPACTO está implementando um sistema de inteligência de dados a partir das motivações e do comportamento de quem investe em iniciativas humanitárias, para simplificar os processos de contribuição e proporcionar segurança, transparência e rastreabilidade dos impactos gerados.

Para aplicar tecnologia a serviço do investimento social, a IMPACTO faz a curadoria de organizações com estruturas já consolidadas, levanta as suas necessidades e estrutura campanhas de doação. A partir das contribuições, a empresa realiza pesquisas com os usuários, como o que os estimula a doar e quais são as causas que mais têm a ver com o seu perfil. Além disso, o investidor pode acompanhar como o dinheiro está sendo utilizado, já que todas as instituições beneficiadas têm o compromisso de prestar contas sobre o uso dos recursos para que possam receber novos repasses. Todas estas informações estão sendo estudadas para que uma única plataforma traga soluções simplificadas para envolvimento do investidor com as mais diversas causas.

A fundadora e CEO da IMPACTO, Camila Soares, explica que a empresa pretende fazer bom uso dos dados obtidos para enfatizar o papel dos investidores sociais no Brasil:

– Na cultura da doação, os benefícios são vistos de forma unilateral: a pessoa doa o dinheiro, mas é como se os efeitos ficassem restritos à organização que o recebeu, sem beneficiar a vida de quem contribuiu. Ao falarmos de investimento social, colocamos o indivíduo como agente de transformação, que entende que, ao apoiar um projeto, gera valor para toda a cadeia produtiva e está investindo em um futuro melhor para a sociedade. A tecnologia e a inteligência de dados nos permitem criar uma rede de colaboração e confiança, que coloca cada vez mais pessoas no papel de investidor a partir da percepção de que é rápido, fácil e vantajoso gerar impacto positivo em qualquer lugar, sem dúvida ou necessidade de estar na linha de frente.

A  campanha de artes marciais da IMPACTO contempla as seguintes organizações: Abraço Campeão (Rio de Janeiro - RJ); Vidigal Capoeira (Rio de Janeiro - RJ); Acorda Capoeira (Rio de Janeiro - RJ);  Arte Transformadora (Rio de Janeiro - RJ); e Fundação Gibi (Taboão da Serra - SP). A carência de recursos financeiros para pagar as inscrições dos alunos nos campeonatos e a falta de infraestrutura e de materiais como kimonos, luvas, faixas, tatames e equipamentos de proteção são alguns dos principais problemas reportados pelos representantes dos projetos.

INCENTIVO AO ESPORTE PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Com sede localizada no Complexo do Alemão, favela na Zona Norte da cidade do Rio, a ONG Abraço Campeão trabalha com crianças e jovens de 7 a 29 anos, mesclando práticas esportivas com aulas obrigatórias de desenvolvimento pessoal. Desde a fundação, em 2014, 1200 alunos passaram pela organização. Hoje, cerca de 300 pessoas frequentam as aulas de boxe, karatê e funcional.

Alan Duarte, fundador do Abraço Campeão, explica como o elo com a IMPACTO ampliou o olhar da sociedade para as organizações sociais que precisam de investimento:

– A parceria com a IMPACTO criou uma ponte muito bacana da Zona Sul e do Centro do Rio com o Abraço Campeão. Possibilitou abrir os olhos de moradores de todo o Rio de Janeiro, das áreas nobres, para se envolverem e investirem nos projetos e em pessoas como eu, que estão revolucionando a favela, a forma de viver, de organizar as políticas públicas. A gente só vai vencer com a coletividade, com uma rede para potencializar e trazer dignidade e qualidade de vida a todos nós – diz Duarte.

Em atividade desde 2016, no Complexo da Penha, o Projeto Cultural Arte Transformadora também é um dos contemplados no trabalho da IMPACTO. Com uma proposta multidisciplinar, facilita oficinas artísticas, culturais e esportivas para 260 alunos, que se dividem entre aulas de balé clássico, teatro, capoeira, dança de salão, jiu-jitsu, futsal, artesanato, informática e reforço escolar.  

Outra organização beneficiada é o Vidigal Capoeira, projeto com aulas gratuitas de capoeira e dança afro para cerca de 100 pessoas na favela do Vidigal, na Zona Sul do Rio. Ao realizar diversas atividades para a comunidade, como espetáculos cênicos, apresentações musicais, debates, palestras, oficinas práticas e workshops, a organização difunde manifestações culturais afro-brasileiras.

O mestre de capoeira e fundador do projeto, Messias Freitas, destaca o papel da campanha da IMPACTO para a sequência do trabalho da ONG:

– Temos uma parceria de grande valia, que surgiu para suprir nossas necessidades em relação a equipamentos e materiais, para que possamos dar continuidade de forma digna e próspera. Sabemos que nem todos possuem tempo para se doar a um coletivo ou instituição. Uma maneira de ajudar efetivamente é através de doações financeiras, mesmo que seja pouco. E, quando o valor pode ser acompanhado desde o dia em que saiu do seu bolso até o objetivo final, é prazeroso doar e saber que seu suor está fazendo o bem e a diferença na vida de alguém. 

Na Rocinha, o Acorda Capoeira, a quarta iniciativa carioca na campanha, desenvolve um projeto esportivo e sociocultural há 17 anos. Atualmente, o grupo ocupa o espaço do Complexo Esportivo da Rocinha e mantém suas atividades espalhadas pela comunidade. A organização conta com alunos que viajam frequentemente para apresentações no exterior e possuem, ainda, representantes espalhados pela Europa.

Por fim, os recursos angariados pela plataforma da IMPACTO beneficiam também a Fundação Gibi, em Taboão da Serra, no estado de São Paulo. O projeto, que começou em 2017 e leva o nome do técnico e ex-atleta Gibi, oferece aulas de boxe, karatê, muay thai, capoeira e jiu-jitsu para 245 crianças e jovens. Atualmente, a organização conta com 18 alunos competindo profissionalmente.

O coordenador do projeto, Eduardo Santos, reforçou o significado de cada doação:

– Nossa relação com a IMPACTO é excelente. Recebemos o primeiro aporte financeiro para compra dos uniformes das crianças do karatê e seguimos todos os processos de compra e prestação de contas com agilidade e transparência. A doação é muito importante. Doar é um gesto de amor ao próximo, é ajudar a transformar vidas e cenários através de atitudes.

Os usuários podem checar mais detalhes da campanha de artes marciais e fazer doações pelo site  www.goimpacto.com/artesmarciais.

Comentários