Moradores do Jd. Nossa Senhora de Fátima, em Embu, sofrem com desabastecimento de água há dias

Por Natália Bassi | 10/11/2021

Moradores do Jardim Nossa Senhora de Fátima, em Embu das Artes, estão sofrendo com o desabastecimento de água há mais de 15 dias. Cansados de serem tratados com descaso pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), que não resolve o problema ou dá explicações sobre o caso, a população cobra respostas. Em nota enviada à reportagem, a empresa se defendeu explicando que os problemas são pontuais e são causados  por manutenções emergenciais e/ou preventivas no sistema de abastecimento.

Uma leitora do Jornal Na Net, que entrou em contato com a reportagem, relata que a situação está cada dia mais insustentável.

“Já não aguentamos mais. A falta de água se estende há mais de 15 dias. Só as pessoas que moram na parte mais alta do bairro não estão recebendo”, conta.

Não bastasse o desabastecimento, que impede que atividades básicas do dia a dia sejam realizadas, o cenário se torna ainda mais complicado quando os moradores da região tentam entrar em contato com a empresa.

“Quando a gente liga para a Sabesp para fazermos a reclamação, eles dizem que o problema já foi resolvido. Mas eles não resolvem. Nós continuamos sem água”, relata.

Contatada pela reportagem para se explicar, a Sabesp informou que os problemas são pontuais. Além disso, a empresa também garantiu que está no Jardim Nossa Senhora de Fátima para a verificar se há algum vazamento na rede de distribuição de água da Travessa Paraíba e entorno. 

"A Sabesp informa que o bairro e a via citados têm abastecimento normal, inclusive com monitoramento remoto para controle do fornecimento de água. Moradores relataram à equipe enviada ao local problemas pontuais de falta de água causados por manutenções emergenciais e/ou preventivas no sistema de abastecimento. Os moradores de imóveis que dispõem de caixa-d'água com reservação para no mínimo 24 horas de consumo, em consonância com a norma NBR5626 (ABNT), não são afetados por essas intermitências.
Ainda assim, a equipe da Sabesp permanece no local neste momento para verificar se há algum vazamento na rede de distribuição de água da Travessa Paraíba e entorno.", diz a nota. 

Cobrança por parte dos vereadores

Em meados de junho deste ano, representantes da Sabesp foram convidados a comparecer na Câmara Municipal de Embu das Artes para dar respostas sobre o desabastecimento frequente de água na cidade.

Na ocasião, o presidente do Legislativo, vereador Renato Oliveira, enfatizou que as pessoas necessitavm de abastecimento de água de qualidade para realizarem suas atividades.

“Vamos cobrar esclarecimentos. Não dá para um pai de família, uma mãe de família, estar em casa com o filho sem água. Não é possível que uma pessoa em pleno XXI, a gente vivendo com todas as tecnologias possíveis e imagináveis, fique sem água dentro de casa porque uma empresa que fatura milhões não tem responsabilidade com o menos favorecido”, falou.

Comentários