Aprígio anuncia rompimento de Buscarini com o seu governo

Por Natália Bassi | 20/09/2021

O prefeito de Taboão da Serra, José Aprígio (Podemos), acaba de anunciar o rompimento com o vice-prefeito Vicente Buscarini (PSD). O prefeito comunicou o fato aos vereadores da sua base aliada na manhã desta segunda-feira, 20. Ele disse que Buscarini ameaçava tirar ele da cadeira. Aprígio acusou o vice de ser mimado e de ficar fazendo ameaças por terceiros. Disse que vai exonerar a esposa de Buscarini da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, assim como os demais indicados do vice no governo. A notícia caiu como uma bomba no meio político. O prefeito disse que chegou a conversar com o vice para comunicar a decisão e avisou que agora tem dois inimigos políticos na cidade, o ex-prefeito Fernando Fernandes (PSDB) e Buscarini.

Mostrando-se magoado, o prefeito Aprígio revelou que na última semana de campanha Buscarini ameaçou abandonar a chapa. Para o prefeito isso seria uma maneira de impedir que ele ganhasse a eleição. Aprígio acredita que Buscarini se aliou ao ex-prefeito Fernando Fernandes.

“Eu convoquei essa reunião e ninguém sabia o que eu ia fazer hoje, nem a minha esposa. Essa situação que a gente vem passando, as ameaças que a gente vem passando. E a gente sabe que o mundo político é difícil, não tem sigilo. Você fala uma coisa aqui e amanhã já está em outro lugar. Eu teria que fazer hoje. Eu não estava suportando mais os comentários na rua de que “o Buscarini vai tomar a cadeira dele”. Em muitos lugares as pessoas perguntavam, você vai sair mesmo?”, disse.

Representando os vereadores, o presidente da Câmara Municipal, Carlinhos do Leme, disse à imprensa que a decisão do prefeito foi respaldada pela base.

“Foi uma decisão do governo. Qualquer governo tem que fazer as suas mudanças e pelo o que a gente viu, já era um desgaste que vinha ao longo da campanha e logo após a campanha quando ele saiu do governo e voltou. O prefeito Aprigio acabou aceitando ele de volta, mas parece que as coisas continuam acontecendo. O importante é que o governo tomou essa decisão e a base apoia o governo em todas as decisões”, falou Carlinhos.

Aprigio classificou a atitude de Buscarini como vaidade e afirmou que algumas pessoas ligadas ao partido do vice-prefeito, PSD, sairão do governo por vontade própria dele.

“Aqui, na frente de todos os vereadores, ele exonerou a própria mulher. Então acho que ele não vai deixar ninguém. E se for desejo dele, eu vou fazer isso também”,frisou.

O prefeito também classificou o vice como vaidoso, afirmando que essa característica da personalidade de Buscarini atrapalhou e muito a parceria deles.

Não conhecia o Buscarini antes de fazer o convite a ele (sair candidato), eu encontrei uma vez só em um restaurante há uns 6, 7 anos. Eu não imaginava que o Buscarini era um homem assim, tão vaidoso, ele é muito vaidoso. É sempre ele. Tem que ser do jeito dele. E o pior é que tem algumas pessoas do lado dele que alimentam a vaidade dele. E é por isso que ele fica do jeito que é. Foi a vaidade que causou tudo isso”, explicou.

Aprigio lembrou ainda que a situação de desconforto entre os dois já vinha desde a eleição. Em março deste ano, eles já haviam rompido, mas acabaram voltando atrás da decisão após conversas.

“O desconforto vem desde antes da eleição. Pelo menos uma três ou quatro vezes ele ameaçou sair do apoio, deixar de existir candidatura de vice. Uma delas foi já no segundo turno, quando faltava uma semana para a eleição. Ele disse: “estou fora, não sou mais candidato e estou saindo fora”. Uma coisa que na minha opinião era para desestruturar a minha candidatura”, contou.

Sobre as expectativas agora que Buscarini saiu do governo, Aprigio afirmou ao Jornal Na Net que nada mudará. “Nada vai mudar. Sabe por quê? O Buscarini nunca entrou aqui na minha sala para a gente fazer um projeto, para a gente conversar melhor. Ele é um cara que nunca participou”.

Apesar do rompimento, por questões constitucionais, Buscarini não pode ser exonerado e continua no cargo. No entanto, sua atuação não será mais ao lado de Aprigio.

Comentários