Motos não pagarão tarifas de pedágio em rodovias federais que estão em fase de licitação

Por Natália Bassi | 16/08/2021

Após decreto publicado no Diário Oficial da União, motocicletas estarão isentas de pagar tarifas de pedágios. A medida vale apenas para rodovias federais que estão em fase de concessão, isto é, passam por processo de licitação. Com a nova regra, os motoristas de outras categorias de veículos sofrerão com o impacto no bolso.

Segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, carros e caminhões passarão a pagar 0,5% a mais nas tarifas. Ele explicou que o valor é baixo e que a medida foi pensada por conta do pequeno número de motos que passam em rodovias concessionadas. Ao todo, o Brasil tem 26 milhões de motocicletas, mas menos de 1 milhão de motos transitam nessas estradas.

“O reflexo em termos de tarifa é baixo, porque o fluxo desse tipo de veículo é baixo, as contas estão todas feitas, onera muito pouco os outros usuários, e está dentro da linha de modernizar essas rodovias e prestação do serviço para o usuário", disse o ministro.

As rodovias Nova Dutra, BR-116 no trecho que liga a cidade de São Paulo à capital do Rio de Janeiro;
BR-381, entre Belo Horizonte e Governador Valadares (MG); e Rio Valadares, que reúne trechos das rodovias BR-116/RJ/MG, BR-493/RJ e BR-465/RJ já estão com a isenção das motos em vigor.

Os editais das futuras concessões rodoviárias já virão com a isenção de pedágios para motos indicados.

Em comunicado, a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) afirmou que a isenção terá impacto de 5% na tarifa dos outros veículos.

Comentários