Pró-Sangue emite alerta sobre estado crítico dos estoques de bolsa e pede que população faça doação

Por Natália Bassi | 4/08/2021

No inverno é comum que as pessoas diminuam o hábito de doar sangue. No entanto, com a pandemia, os estoques, que sempre ficam baixos nessa época do ano, estão sofrendo uma queda nunca antes vista. A Fundação Pró-Sangue emitiu um alerta pedindo que a população faça doação. O estado é tão crítico que até mesmo cirurgias podem ser canceladas nos próximos dias.

Segundo a fundação, que é vinculada à Secretaria Estadual de Saúde, os sangues do tipo O+, O-, B+, B- e A- estão em estado de emergência. Já o A + está em situação de alerta. O reabastecimento é importante para que mais de 100 instituições de saúde pública não sofram com a falta de bolsas. Se isso ocorrer, o tratamento de milhares de pacientes poderá ser severamente prejudicado.

Para doar sangue é necessário fazer um agendamento no site www.prosangue.sp.gov.br. No dia da doação, é imprescindível comparecer no local usando máscara. Todos os protocolos de distanciamento e de higiene estão sendo seguidos nos postos de coleta, garantindo o cuidado à saúde de todos os doadores.

Requisitos básicos para a doação:

» Estar em boas condições de saúde.
» Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, clique para ver documentos necessários e formulário de autorização).
» Pesar no mínimo 50kg.
» Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas).
» Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).

Principais impedimentos definitivos

» Hepatite após os 11 anos de idade.
» Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.
» Uso de drogas ilícitas injetáveis.
» Malária.
» Mal de Parkinson.
* Hepatite após o 11º aniversário: Recusa Definitiva. Hepatite B ou C após ou antes dos 10 anos: Recusa definitiva. Hepatite por Medicamento: apto após a cura e avaliado clinicamente. Hepatite viral (A): após os 11 anos de idade, se trouxer o exame do diagnóstico da doença, será avaliado pelo médico da triagem.

Comentários