Vítima que foi carbonizada em Taboão da Serra na última sexta-feira (23) era morador de rua

Por Natália Bassi | 26/07/2021

O corpo encontrado totalmente carbonizado na Rodovia Régis Bittencourt embaixo de uma passarela na última sexta-feira (23) é de um morador de rua. Segundo o Jornal Primeiro Impacto do SBT, o homem teria sido morto por conta de uma dívida de drogas no valor de R$20.

Segundo uma testemunha que conhecia a vítima e também o acusado, o morador foi agredido na cabeça e acabou desmaiando. Para ocultar os ferimentos, o acusado, que também vive em situação de vulnerabilidade social, colocou fogo em uma madeira e ateou sobre o corpo para não deixar vestígios.

Apesar de ter sido detido, o homem não confessou a autoria do crime. No entanto, segundo o delegado Rodrigo Falcão, o acusado está com marcas no corpo que indicam briga corporal recente, além de queimaduras nos pés.

Ele será indiciado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. A polícia segue investigando o caso já que acredita que mais um homem tenha participação no crime bárbaro.

 


Relembre o caso

 

Na manhã de sexta-feira (23), um corpo foi encontrado totalmente carbonizado na Rodovia Régis Bittencourt na altura do bairro Vila Indiana.

Por volta de 07h da manhã, pedestres que passavam pelo local ligaram para a Polícia Militar (PM) após avistarem o que parecia um corpo. Ao chegar no local, os agentes confirmaram que a denúncia era verdadeira.

Dois suspeitos, que estavam nas imediações, foram detidos pela Guarda Civil Municipal (GCM) e conduzidos ao 1º Distrito Policial de Taboão da Serra para prestar depoimento.

Comentários