Ney Santos anuncia que 80% dos leitos específicos para covid-19 estão vazios em Embu das Artes

Por Natália Bassi | 5/07/2021

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos, divulgou em suas redes sociais um vídeo em que fala sobre a queda no número de internações em decorrência do coronavírus na cidade. Segundo ele, 80% dos leitos, que já chegaram a ter 100% de ocupação, estão vazios. A marca é considerada uma das melhores de todo o Estado de São Paulo.

“Essa é uma notícia mais do que esperada. É um sonho sendo realizado aqui na nossa cidade. Quero agradecer a toda a equipe de saúde que tem trabalhado muito. Hoje vim visitar a UPA que foi um equipamento que nos auxiliou muito no combate ao coronavírus e hoje ver esses leitos vazios, da forma que a gente está vendo, passa um filme na nossa cabeça”, disse.

Ney lembrou da dificuldade enfrentada em meados de março, quando Embu e diversas cidades da região tiveram um aumento expressivo nos casos da doença e no número de internações. Na época, a cidade se tornou referência em todo o Estado, por ser a primeira a construir a própria usina de oxigênio para abastecimento dos hospitais municipais. Além disso, ainda no início da pandemia, Embu se destacou pela construção do primeiro Centro de Referência contra à Covid-19 do país.

“Desde o primeiro momento da pandemia, não medimos esforços para construir o primeiro Centro de Referência Contra a Covid-19 do país construído em apenas 5 dias, criamos na sequência o segundo Centro de Referência no Jardim Vazame onde implantamos a tomografia computadorizada mais moderna do mercado, sendo uma das principais ferramentas para o diagnóstico rápido da ação do vírus”, lembrou.

O prefeito enfatizou todos os esforços feitos pelas equipes de saúde, que trabalharam dia e noite para cuidar dos pacientes e evitar um colapso. Segundo ele, isso foi primordial para Embu conseguir ter 80% dos leitos vazios ainda em um momento tão crítico.

“Só tenho a agradecer a Deus por ver uma cena como esta, olhar e ver os nossos leitos vazios e saber que estamos caminhando para o fim deste grande pesadelo. Sem contar nossa equipe que virou dias e dias sem dormir, não fugiram da guerra e não desanimaram na missão. Tudo isto faz com que hoje, possamos ser a primeira cidade do estado a poder apresentar nossos leitos vazios”, falou.

Apesar do bom resultado e da vacinação avançada na cidade, que está imunizando a população à frente do calendário estadual, Ney reforçou a necessidade dos cuidados serem mantidos para que as atividades possam retornar o mais rápido possível.

“A guerra ainda não acabou, mas já conseguimos enxergar a saída deste abismo, estamos juntamente com nossa equipe planejando a retomada de todas as atividades, inclusive a volta às aulas”, finalizou.

Comentários