Morador de Itapecerica vira réu na Justiça após fazer apologia ao nazismo nas redes sociais

Por Natália Bassi | 29/06/2021

Um homem, simpatizante da ideologia neonazista, virou réu em um processo que corre na Justiça Federal de São Paulo após fazer postagens discriminatórias em 2015 em redes sociais russas. Morador de Itapecerica da Serra, o acusado vai responder pelo crime de incitação à discriminação e preconceito por raça, cor, religião ou nacionalidade. Dependendo da sentença do juiz responsável pelo caso, ele pode ser condenado a até cinco anos de prisão.

Com uma ficha criminal marcada por delitos semelhantes, o homem já realiza serviços comunitários decorrentes de duas penas. Uma delas foi expedida em 2011, após o mesmo ser denunciado por integrar um grupo neonazista que agrediu moradores de rua em São Paulo. Já a outra, foi por pichações, em 2012.

A postagem que virou alvo de denúncia no Ministério Público Federal (MPF) consistia em uma foto onde nove pessoas aparecem com os rostos cobertos por emojis em referência a Adolf Hitler, ex-líder nazista na Alemanha.

Para localizar o réu, o MP recorreu a autoridades da Rússia para identificar o IP do usuário e o número de celular que ele utilizou para se cadastrar na rede social. A partir dos dados, a Polícia Federal (PF) o rastreou.

O acusado, ao prestar depoimento, admitiu ter feito as publicações e confessou o interesse por ideologias neonazistas ainda na escola.

Comentários