Taboão da Serra ganhará uma unidade da Apae

Por Natália Bassi | 24/06/2021

Taboão da Serra ganhará uma unidade da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) no Jardim São Judas. A inauguração está prevista para acontecer após uma Assembleia de Fundação que registrará o estatuto e encaminhará os documentos para aprovação da federação.

O sonho de construir uma Apae em Taboão da Serra começou com Andréa Alves, mãe de Luan, diagnosticado com Síndrome de Down e Transtorno do Espectro Autista (TEA).

“Quando me mudei para Taboão, comecei a procurar os órgãos competentes para prosseguir com o tratamento do meu filho. Nesse tempo, conheci outras mães e pais que também sentiam falta de um serviço que correspondesse mais diretamente a essas necessidades específicas. Foi a partir daí que surgiu a ideia de construir uma APAE aqui na cidade”, disse à reportagem do Jornal Na Net.

O primeiro passo já foi conquistado por Andrea e pelas pessoas que a acompanham nessa luta. O local onde a associação será futuramente instalada já passa por reformas. O prédio localizado na rua Paulo Augusto de Andrade, 134, no Jardim São Judas, só espera autorização da federação para começar a funcionar oficialmente.

“A assembleia está prevista para acontecer no dia 31 de julho. Depois disso, vamos enviar os documentos para aprovação e, assim, poderemos transformar todo esse trabalho em realidade. Quem quiser participar e nos auxiliar, será muito bem-vindo”, conta.

Quem quiser se tornar, assim como a Andrea, um voluntário no projeto, pode entrar em contato no telefone (11)94716-2079.  As pessoas empenhadas nesse projeto também criaram um grupo no Facebook, que pode ser acessado através do link https://www.facebook.com/groups/950792322119431/?ref=share

A APAE

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae ) nasceu em 1954, no Rio de Janeiro. Caracteriza-se por ser uma organização social, cujo objetivo principal é promover a atenção integral à pessoa com deficiência intelectual e múltipla. A Rede Apae destaca-se por seu pioneirismo e capilaridade, estando presente em mais de 2 mil municípios em todo o território nacional.

Hoje, no Brasil, essa mobilização social presta serviços de educação, saúde e assistência social a quem deles necessita, constituindo uma rede de promoção e defesa de direitos das pessoas com deficiência intelectual e múltipla, que hoje conta com cerca de 250 mil pessoas com estes tipos de deficiência.

Comentários