Ocupação de leitos de UTI voltam a subir no Estado de São Paulo e acendem alerta

Por Natália Bassi | 25/05/2021

As internações de pessoas com coronavírus em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) que vinham estacionando no estado, começaram a subir novamente. Os hospitais, segundo o governo, estão com 80,2% de ocupação, enquanto nas duas semanas anteriores, a média era de 78,5%. Os dados trazem alerta e preocupam os especialistas sobre uma provável terceira onda muito mais letal.

Em contraponto a essa situação crítica, os índices de isolamento no estado continuam longe do indicado. Nos finais de semana, onde a maioria das pessoas tendem a sair de casa para fazer compras em supermercados, sacolões e padarias, o fluxo nas ruas é maior. No último domingo (23) , por exemplo, a taxa ficou em torno de 48%.

A situação dos transportes públicos, que estão constantemente lotados, também colabora para maior risco de infecção. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), calcula que cerca de 1,88 milhão de passageiros usaram o transporte público na última sexta-feira (21) somente na capital. A aglomeração em um ambiente fechado, sem circulação de ar, coloca a vida desses trabalhadores muito mais em risco do que se eles estivessem em locais com mais espaçamento e menos gente.

Com mais de 3 milhões de pessoas infectadas em todo o Estado de São Paulo, a letalidade da doença chega a 3,4%. Por isso, é super necessário e importante que todas as medidas sanitárias continuem sendo respeitadas, como o uso de máscaras, permanecer dentro de casa se não existir necessidade de sair e, principalmente, respeitar o distanciamento social.

Comentários