Vereadores de Embu cobram resposta da Sabesp sobre desabastecimento de água e convocam representantes para próxima sessão

Por Natália Bassi | 13/05/2021

A Câmara Municipal de Embu das Arte cobrou a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP) explicações sobre o desabastecimento recorrente na região e a cobrança indevida de esgoto onde não há captação de água. Os vereadores, em conjunto, decidiram convocar os representantes da companhia para participarem da próxima sessão e prestarem esclarecimentos sobre a situação.

Não é a primeira vez que moradores da cidade sofrem com a falta de água em suas casas e ficam impedidos de realizarem atividades básicas do dia a dia, como lavar uma louça e fazer comida. A reclamação constante, que tomou, inclusive, as redes sociais, chegou ao conhecimento dos vereadores que durante sessão realizada na quarta-feira, 12, trouxeram à pauta para debate com o intuito de sanar essa situação caótica.

O presidente da casa de leis, vereador Renato Oliveira, fez questão de lembrar que isso atinge, em sua maioria, pessoas mais pobres que moram no município, que muitas vezes não possuem recursos para comprar água em supermercados ou caminhões pipas.

“Vamos cobrar esclarecimentos. Não dá para um pai de família, uma mãe de família, estar em casa com o filho sem água. Não é possível que uma pessoa em pleno XXI, a gente vivendo com todas as tecnologias possíveis e imagináveis, fique sem água dentro de casa porque uma empresa que fatura milhões não tem responsabilidade com o menos favorecido”, disse.

Além disso, ele enfatizou que as pessoas precisam ter abastecimento de água com qualidade, sem interrupção constante com falta de explicação do porquê.

A próxima sessão, que está acontecendo de maneira online por conta da pandemia, será na quarta-feira, 19. A expectativa é que representantes da Sabesp compareçam e possam dar as devidas explicações sobre o problema que tem afetado milhares de embuenses todos os dias.

Comentários