TaboãoPrev apresenta balanço do primeiro trimestre de 2021 na Câmara Municipal

Por Natália Bassi | 12/05/2021

A Autarquia Previdenciária do Município de Taboão da Serra (TaboãoPrev) prestou contas referente aos investimentos e valores arrecadados no primeiro trimestre de 2021 em Audiência Pública na Câmara Municipal. A sessão foi conduzida pela Comissão Permanente de Finanças e  Orçamento que tem como presidente o vereador Dr. Ronaldo Onishi,o vice-presidente vereador Marcos Paulo de Oliveira e o membro vereador André Egydio.

A sessão foi transmitida online através do canal oficial da Câmara Municipal no Youtube em respeito aos protocolos sanitários. Somente vereadores, assessores, representantes da TaboãoPrev e imprensa tiveram acesso ao plenário. 

Segundo a TaboãoPrev, que é responsável pelo fundo de pensão do funcionalismo público da ativa, pensionistas e aposentados da Prefeitura e da Câmara Municipal, o primeiro trimestre do ano de 2021, por conta da pandemia, foi desfavorável e apresentou um déficit de R$5.370.524,74. No entanto, esse valor já foi recuperado em abril, primeiro mês do segundo trimestre deste ano. 

“No primeiro trimestre apresentamos um resultado de rentabilidade negativo. O mês de abril já foi bom, com R$9.000.000,00 de rentabilidade e recuperou o que estava negativo. A expectativa é que a retomada positiva permaneça ao longo do ano”, disse Daniel César, diretor da previdência. 

O vereador Dr. Ronaldo Onishi, lembrou que o déficit é normal, visto que o país sofre com uma crise econômica causada pelo agravamento da pandemia, que automaticamente paralisou alguns setores da sociedade.

“É normal essa oscilação. Tanto que no primeiro trimestre houve uma queda de 5 milhões, já no mês de abril, houve um saldo positivo de 4 milhões. Recuperou os 5 milhões e teve um acréscimo de 4 milhões. Tudo isso é plausível visto a pandemia”, falou o vereador. 

A TaboãoPrev, além disso, segundo balanço apresentado, possui mais de R$21.000.000,00 acumulado em taxa de administração. Um valor extremamente considerável e importante para manter o funcionamento da Autarquia. No entanto, a Superintendente, Eliana Bendini, explicou que esse valor que hoje é de 2% do valor total das remunerações, proventos e pensões pagos aos segurados e beneficiários do RPPS, relativo ao Exercício Financeiro anterior, pode sofrer alterações  a partir de uma nova lei da Secretaria Especial de Previdência. 

“A taxa de administração vai sofrer alteração de composição. Acreditamos que terá uma diminuição da taxa. Ela não é em conta separada, mas a partir dessa nova lei da Secretaria Especial de Previdência, ela passa a ser obrigatoriamente”, disse Eliana Bendini. 

A superintendente lembrou que para essa lei ser alterada e entrar em vigor, conforme obrigatoriedade da Secretaria, ela precisará ser discutida na Câmara Municipal, podendo o valor de 2% exigido ser passado para 2,4%. 

“A TaboãoPrev é da categoria de grande porte, por isso podemos ter uma taxa de administração de 2,4%. Mas teremos uma queda nessa taxa, porque será baseada só na contribuição dos ativos. E essa contribuição passou a ter incidência previdenciária diferenciada em 2020. A arrecadação caiu, porque os repasses foram menores. Naturalmente vai diminuir”, disse. 

Baseada nas diretrizes da nova lei que entrará em votação ainda esse ano, a taxa de administração será utilizada para pagamento de benefícios em caso de emergência. 

“Os investimentos são seguros em bancos públicos e sólidos que possuem lastros e ações muito fortes”, disse o presidente da comissão, Dr. Ronaldo Onishi, que agradeceu a TaboãoPrev pelos esclarecimentos. 

Já o vereador André Egydio, lembrou que a autarquia trabalha para dar segurança aos investimentos do funcionalismo. 

“Aqui nós temos um vasto leque para proteger os recursos de vocês (funcionários). Isso acontece porque as aplicações não são feitas em um carteira só, são várias, até para ter segurança”, disse. 

A próxima audiência com a TaboãoPrev será marcada em meados de Agosto, para discussão dos investimentos referentes ao segundo trimestre de 2021. 

 

Comentários