Bandeira vermelha deixará contas de luz mais caras

Por Natália Bassi | 6/05/2021

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a bandeira vermelha entrará em vigor no mês de maio. Com essa medida, a conta de luz dos brasileiros ficará mais cara com cobrança de taxa adicional de R$ 4,169 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

Segundo a Aneel, a cobrança aumentará porque o nível dos reservatórios é o pior já alcançado desde 1931. Além disso, com o final de abril, as chuvas ficam mais escassas, prejudicando ainda mais os sistemas de captação de água.

“Em maio, inicia-se o período seco, com os principais reservatórios apresentando estoques reduzidos para essa época do ano”, diz a nota da agência. Para a Aneel, essas circunstâncias tornam maior a obrigatoriedade de usar usinas térmicas, que, consequentemente, geram uma energia mais cara.

Até então a bandeira que estava em vigor desde janeiro era a amarela, em que a cobrança é de R$ 1,343 a cada 100 kWh. A bandeira verde, outra medida que também é usada pela Aneel, só entra em vigor quando o custo para produzir energia é baixo, ou seja, quando os sistemas de captação de água estão além da sua capacidade.

Comentários