Câmara de Itapecerica abre sindicância para investigar se o vereador Cepacol Pires praticou nepotismo durante o mandato

Por Natália Bassi | 6/05/2021

A Câmara Municipal da cidade de Itapecerica da Serra abriu Processo Administrativo de Sindicância para apurar se o vereador Ronaldo de Jesus Pires (PSDB), conhecido como Cepacol, praticou nepotismo. Caso haja confirmação da prática, o vereador pode perder o seu mandato nesta legislatura.

A prática de nepotismo acontece quando algum político privilegia a indicação de parentes com cargos dentro da administração pública, principalmente em nomeação ou elevação de posição dentro de algum setor. Isso, segundo a Constituição Federal, é considerado crime de corrupção e pode levar a perda do mandato.

O documento, assinado pela mesa diretora da Câmara, isto é, os vereadores Val Santos (presidente), Rodrigo Meira Brito (vice-presidente), Fábio Santana (primeiro secretário) e Cícero Melo (segundo secretário), liberou a instauração da sindicância para apurar se houve ou não o uso da prática. Caso haja confirmação, o vereador Cepacol Pires poderá, de fato, perder sua cadeira na casa de leis.

Comentários