Taboão da Serra chega a quase 600 mortes provocadas pelo coronavírus

Por Natália Bassi | 27/04/2021

A cidade de Taboão da Serra chegou a triste marca de 594 mortes após um óbito ser registrado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Akira Tada na noite de segunda-feira. A vítima era um homem de 56 anos que aguardava transferência para um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) via Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross) desde 25 de abril.

Até o fechamento do boletim epidemiológico elaborado pela Prefeitura de Taboão da Serra, a UPA estava com 48% de ocupação de seus leitos. São 30 pacientes em leitos de enfermaria e quatro na ala de emergência (dois intubados). Na noite de segunda-feira, três pacientes receberam alta.

Um pedido de transferência foi atendido pelo Cross e o paciente conseguiu ser levado a outro hospital do estado que possui leito de UTI disponível para que o seu quadro seja melhor tratado. Dessa maneira, três solicitações do Cross ainda estão pendentes, o que significa que três pacientes que estão internados na UPA ainda aguardam autorização para serem encaminhados a outras unidades hospitalares.

Panorama Geral

Após a morte do senhor de 56 anos na segunda-feira, Taboão da Serra já teve, em abril, 20 óbitos de pacientes que aguardavam transferência via Cross para UTI.

O resultado de 10 testes de pessoas que faleceram entre os dias 14 e 19 de abril, que estavam sendo aguardados, testaram positivo para o novo coronavírus. As vítimas são 7 homens e três mulheres. As idades variam entre 31 e 73 anos. Somente um deles estava internado na UPA Akira Tada.

Taboão da Serra já teve mais de 47 mil casos notificados, 33.697 descartados e 13.642 confirmados.

Comentários