Em meio a pandemia, organizadores divulgam pancadão na Cidade de Deus em Taboão

Por Natália Bassi | 22/04/2021

Não bastasse a preocupação com a pandemia, que tem ceifado centenas de vida em Taboão da Serra, a população da cidade vem se preocupando também com pancadões que reúnem dezenas de jovens sem máscaras e que não respeitam os protocolos de distanciamento. O caso mais recente que trouxe indignação foi a divulgação em redes sociais de um baile funk que está marcado para acontecer na madrugada do dia 30 de abril para o dia 1 de maio na Comunidade Cidade de Deus.

Os organizadores do evento não só desrespeitam as medidas municipais e estaduais ao programarem a realização do evento, como escancaram o descumprimento de regras ao divulgarem em redes sociais o pancadão que já aconteceu em outras ocasiões por baixo dos panos.

Uma moradora, que terá a identidade preservada pela reportagem, relatou que a situação é bastante frequente e não há, por parte dessas pessoas, qualquer respeito pela vida.

“Nós não temos paz. Quando não são motos que ficam à noite toda fazendo barulho, são esses bailes funks com pessoas aglomeradas. As pessoas vão, se infectam e trazem esse vírus maldito pra casa”, contou.

Não é o primeiro caso registrado. Durante esse período, várias denúncias de festas clandestinas foram atendidas pela Guarda Civil Municipal (GCM), onde o desrespeito aos protocolos sanitários era absurdamente vigente. Mas a divulgação escancarada, sem qualquer tipo de arrependimento, é a primeira.

É importante lembrar que os casos de coronavírus continuam crescendo e o sistema de saúde de Taboão e toda a região continuam sobrecarregados, com grande ocupação de leitos, falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e demora nas transferências. Aglomerações só aumentam o número de infecções, pessoas doentes e, consequentemente, mortes.

Quem souber de casos como esse pode entrar em contato imediatamente com a GCM através do 153 com total anonimato.

Comentários