Taboão da Serra ultrapassa as 500 mortes por coronavírus

Por Natália Bassi | 9/04/2021

A cidade de Taboão da Serra atingiu uma triste marca após um ano de pandemia. Entre dias de queda e baixas nas internações, o município chegou, na quinta-feira, a 504 mortes. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Akira Tada registrou mais dois óbitos. Uma das vítimas foi uma mulher de 53 anos que aguardava vaga para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) através da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross) desde 02 de abril e não conseguiu ser transferida a tempo. Uma mulher de 42 anos que chegou através do SAMU em estado gravíssimo também faleceu.

Além disso, o resultado do exame de quatro pessoas que faleceram entre os dias 15 de março e 02 de abril, saiu e apontou que a causa da morte, conforme esperado, foi covid-19. As vítimas foram dois homens de 40 e 76 anos e duas mulheres de 61 e 66 anos. Todos estavam internados no Hospital das Clínicas, menos o moço de 40 anos, que faleceu na própria UPA.

Atualmente, a UPA Akira Tada, referência no tratamento de pacientes com covid-19 em Taboão da Serra, está com 45 pessoas internadas. Dentre elas, 34 estão em leitos de enfermaria e 11 de emergência. Dos casos de maior complexidade, 08 seguem entubadas.

Até quinta-feira o Cross possibilitou a transferência de dois pacientes para outras unidades hospitalares do estado. Com isso, segundo boletim epidemiológico, a cidade aguarda a resposta para 12 solicitações que ainda estão pendentes.

Entre um cenário tão difícil, um sopro de esperança encheu os corações das famílias de 08 pacientes que após tanta luta deixaram o hospital e venceram o coronavírus.

Comentários