Diretor do Cemitério da Saudade, em Taboão da Serra, faz alerta sobre o aumento de enterro de pessoas com covid-19

Por Natália Bassi | 26/03/2021

O diretor do Cemitério da Saudade, em Taboão da Serra, fez um apelo a população e alertou sobre a gravidade do momento que atravessamos. Em um vídeo publicado em suas redes sociais, ele mostrou como o número de covas específicas para o enterro de pessoas com covid-19 tem aumentado todos os dias e pediu para que todos acreditem na pandemia e redobre os cuidados.

“O negócio não é brincadeira. Estamos vivendo uma situação muito difícil. Para vocês terem uma ideia, nós estamos abrindo valas para o covid aqui no Cemitério da Saudade. Todo dia 7, 8 valas. Então eu falo para vocês, fiquem em casa, não faça aglomeração, não vá para bar, não faz festinha. Vamos ficar em casa que o negócio é sério”, disse.

No vídeo, que dura um pouco mais de 2 minutos, ele pede para que as pessoas acreditem na pandemia e no que vem sendo veiculado. Em um momento tão grave, muitas pessoas ainda não se deram conta que a pandemia é real e que o vírus, que já circula há mais de um ano no nosso país, está matando e infectando muito mais do que anteriormente.

“Às vezes a gente vê a televisão e pensa que é brincadeira, mas eu estou vivendo a situação e falo para vocês que é real. Vamos se cuidar, não vamos levar o vírus para os nossos parentes”, disse.

Com o aumento de mortes, os funcionários não estão conseguindo mais abrir as valas manualmente e uma máquina chamada mini pc vem sendo utilizada para dar conta da demanda em um tempo necessário para os enterros acontecerem.

“Vamos usar esse feriado para ficar em casa, não é para sair. Vamos fazer o confinamento para ver se a gente consegue segurar esse vírus invisível”, finalizou.

Comentários