Novas restrições no Estado de São Paulo: entenda o que abre e o que fecha à partir de segunda-feira

Por Natália Bassi | 12/03/2021

A nova fase emergencial decretada pelo Governo do Estado passará a valer na próxima segunda-feira, dia 15 e será estendida até o dia 30 deste mês. Com o aumento das medidas restritivas, a projeção é de que cerca de 4 milhões de paulistas deixem de circular nas ruas durante os próximos dias, diminuindo assim, a propagação do coronavírus e desafogando o sistema de saúde, que tem enfrentado dificuldades de atendimento.

Escolas:

As escolas ficarão parcialmente abertas para distribuição de materiais escolares e para os alunos que precisarem de alimentação. Além disso, o recesso escolar será antecipado para o período de 15 a 28 de março, sem que haja prejuízo para o cronograma de ensino.

Esportes:

Os campeonatos de futebol, que até a fase vermelha estavam ocorrendo normalmente, estão proibidos a partir de segunda-feira; outras práticas esportivas coletivas também estão vetadas.


Eventos Religiosos:

Com a fase emergencial, celebrações religiosas como cultos, giras e missas estão proibidos. No entanto, os locais poderão continuar abertos para quem quiser ir até o espaço.

Toque de Recolher:

Ainda na fase vermelha do Plano São Paulo, o Governo do Estado, recomendou que as pessoas não saíssem às ruas entre as 20h e 5h. A medida, que é uma forma de diminuir a circulação de pessoas, está mantida. No entanto, quem transitar nas vias durante esse horário terá que comprovar o porquê não está em casa. Motivos como saúde, trabalho, urgência e a ida a comércios essenciais serão aceitas. Em caso de reincidência, haverá aplicação de multa.

Escalonamento na entrada de funcionários nas empresas:

Os transportes públicos funcionarão normalmente, no entanto, o Governo do Estado recomendou que haja escalonamento no horário de entradas dos trabalhadores para evitar aglomerações.

5h-7h: Trabalhadores da Indústria
7h-9h: Trabalhadores de Serviços
9h-11h: Trabalhadores do Comércio

Comércios:

Bares e restaurantes não poderão servir refeições no local e nem atender o cliente presencialmente. A partir de segunda-feira, somente deliverys e drive-thrus estarão liberados. No primeiro caso, não haverá horário de restrição, já no segundo, o sistema só poderá operar das 5h às 20h.

Lojas de materiais de construção, que na fase vermelha eram tidos como essenciais, não poderão abrir para atendimento presencial. No entanto, a retirada dos produtos, através de drive-thrus e entregas, estão liberadas.

Mercados, padarias, postos de gasolina e farmácias que são considerados serviços essenciais continuam funcionando normalmente, sem horário de restrição.

Escritórios:

Tanto no setor público quanto no serviço privado, as atividades administrativas não consideradas essenciais deverão ser feitas de maneira remota.

Praias, praças e parques:

Praias, praças e parques, apesar de serem ao ar livre, também ficarão fechados.

 

Além dessas medidas, o Governo reiterou a necessidade do uso de máscaras em ambientes internos e externos e pediu para que as pessoas se cuidem

Comentários