Januário Pestana, um dos moradores mais antigos do Jardim Maria Rosa, morre de Covid-19

Por Natália Bassi | 12/03/2021

Morador mais antigo do Jardim Maria Rosa, o senhor Januário Pestana faleceu nesta sexta-feira em decorrência de complicações da covid-19. Nascido em 1922, na Ilha da Madeira, em Portugal, veio para Taboão da Serra em 1950 com três filhos e sua esposa para trabalhar como agricultor em uma chácara.

Na época de sua vinda, Taboão da Serra ainda não era considerado um município independente e não tinha, sequer, passado pelo processo de emancipação. Com muita garra e determinação, seu Januário Pestana, que veio morar no Brasil em busca de uma vida melhor, em um período que a Europa passava por guerras, aumentou sua família e construiu uma trajetória que será lembrada por muitas pessoas, especialmente pelos moradores do Jardim Maria Rosa, bairro que ele ajudou a fundar e, certamente, colecionou muitas histórias e conquistas.

Grande liderança do município e um dos nomes mais conhecidos na região, foi homenageado pelo vereador Ronaldo Onishi em 2017 na Medalha 19 de Fevereiro, uma das maiores honrarias da cidade.

Segunda a sua filha Pita, o pai, apesar de português, era apaixonado pelo Jardim Maria Rosa. “Ele só queria voltar à Portugal para passear, mas gostava mesmo do Brasil e, principalmente, de Taboão da Serra”, disse.

Muito querido por todos, a morte de seu Januário Pestana teve grande repercussão e foi sentida por muitas autoridades do município, que usaram as suas redes sociais para prestarem sentimentos à família.

O vereador Ronaldo Onishi, que o conhecia há muito tempo, foi o primeiro a dar suas condolências.

“O senhor Januário era uma pessoa excepcional, daquelas que contagiava a todos com a sua alegria de viver, sua bondade, seu caráter, sua empatia. Tive a honra de homenageá-lo na Medalha 19 de Fevereiro por sua história e importância para a nossa cidade. Me sinto muito honrado de tê-lo conhecido e também aprendido com o seu exemplo de luta e perseverança. Que Deus conforte o coração de todos os familiares nesse momento doloroso, e o receba de braços abertos no reino dos céus”, escreveu

O agricultor Januário Pestana deixa 6 filhos, 17 netos, 19 bisnetos e muita saudade.

Comentários