Jovem de 17 anos que estava desaparecida em Itapecerica foi assassinada

Por Sandra Pereira | 5/03/2021

A adolescente de 17 anos que estava desaparecida em Itapecerica da Serra, desde o dia 1º de março, foi encontrada morta bem perto da casa onde morava com a família no jardim Montezano. De acordo com a polícia ela foi assassinada depois de se recusar a ter relações sexuais com o seu assassino identificado como Willian Soares de Moraes. O criminoso foi preso acusado de feminicídio.

A menina conhecia o acusado. A polícia tem imagens de câmaras de segurança que mostram os dois andando lado a lado no bairro Vila Geni.

Depois de preso, numa ação conjunta da DDM de Juquitiba com a delegacia Seccional de Taboão da Serra, o criminoso confessou que matou a garota depois de usar drogas com ela, quando a mesma se recusou a ter relações sexuais.

"O investigado confessou que ambos estavam consumindo "drogas", e iriam se relacionar sexualmente, entretanto com a negativa da vítima, o indiciado desferiu uma cotovelada na mesma, e em seguida a segurou firmemente pelo pescoço, até esganá-la e consequemente assassiná-la", diz Boletim de Ocorrência.

Ele disse à polícia que deu uma cotovelada nela e depois a asfixiou , segurando fixamente seu pescoço até a morte.

Foi o assassino da adolescente que levou a polícia até o matagal onde tinha dispensado o corpo dela na Estrada dos Macieis, no Montezano.

Comentários