Moradores do jd. Salete pedem sinalização

Por Sandra Pereira | 7/04/2011

Os moradores e motoristas que trafegam pelo jardim Salete em Taboão da Serra estão preocupados com o excesso de velocidade dos veículos que circulam no bairro. Um dos pontos considerados mais críticos é o cruzamento entre as ruas Luzia Helmster Jurado e Constatino Dias Lopes. O local é bem movimentado,  e, de acordo com eles, a falta de sinalização indicando qual das ruas é preferencial geral dúvida e favorece o risco de acidentes. As ruas do bairro foram recapeadas recentemente pela prefeitura.

A cabeleireira Jailma Carrera trabalha na rua Luzia Helmster Jurado há vários meses. Ela conta que já presenciou diversas infrações no trânsito e até acidentes graves no local. Segundo a cabelereira o mais recente foi de um garoto que vinha descendo de bicicleta pela Luzia Helmster e foi atropelado pelo veículo que seguia pela rua Constantino Dias Lopes.

“Na hora foi uma confusão, porque ninguém sabia quem estava errado já que não tem sinalização de trânsito. O menino ficou internado e teve que operar o braço”, afirma ela.

No salão onde a cabeleireira trabalha funcionárias e clientes  estão habituados a ver cenas de imprudência no trânsito local. As duas ruas são vias importantes do bairro. Na Luzia Helmster está localizada a Escola Municipal Professor Anísio Dias Reis e na Constatino Dias fica a Escola Dalva.

“Nos horários de entrada e saída das crianças isso aqui vira uma confusão. Pessoas, carros e motos ficam disputando espaço na rua”, afirmou uma moradora.

Enquanto conversava com moradores e comerciantes sobre o problema a reportagem do Jornal na Net constatou que o excesso de velocidade, especialmente das motocicletas, é uma realidade no local. Os moradores e comerciantes relatam que sentem medo de trafegar pela região.

“Esse problema aqui está sério e a prefeitura tem que agir antes que alguém morra por aqui”, afirma Jailma Carrera.

Comentários