Governo de SP decreta fase vermelha no Natal e Ano Novo e somente serviços essenciais vão abrir

Por Redação | 23/12/2020

O Governo de SP anunciou nesta terça-feira, 22, novas medidas restritivas para o fim de ano. No Natal e no Ano Novo, todo o estado estará na fase vermelha, a mais restritiva do Plano SP, que permite o funcionamento apenas de serviços essenciais. A medida, que valerá do dia 25 a 27 de dezembro e de 1 a 3 de janeiro, é uma tentativa do governo paulista de conter o avanço do Coronavírus.

"Precisamos lembrar que não estamos em um momento de festas, nem de aglomerações. É nesses momentos que esse risco de descontrole da pandemia acontece, e o mundo inteiro agora está aplicando medidas específicas. São Paulo sempre se diferenciou do resto do Brasil por honrar o seu compromisso de tomar as decisões no momento necessário, e é isso que estamos fazendo agora", disse a secretária de desenvolvimento econômico, Patrícia Ellen.

Todo o estado de São Paulo está desde o dia 30 de novembro na fase amarela, que permite a abertura de comércios, mas com restrições, com o funcionamento de até 10h diárias e a capacidade máxima total limitada a 40%. No entanto, nas datas determinadas pelo estado comércios em geral não devem abrir.

Outra medida anunciada é a volta da região de Presidente Prudente para a fase vermelha. La, a taxa de ocupação de leitos de UTI ultrapassou os 80%.  Ou seja, a medida de manter o comércio não essencial fechado não acontece só nos feriados de Natal e Ano Novo, mas em todos os dias até a próxima reclassificação na região, no dia 7 de janeiro, que vai determinar se a região avança de fase ou permanece nela.   

Outra medida anunciada pelo governo paulista é que nenhuma região vai voltar para a fase verde, uma das menos restritivas do Plano São Paulo.  "Em janeiro, nenhuma região irá para a fase verde. Isso foi uma recomendação do Centro de Contingência. É muito importante nós entendermos o momento que estamos vivendo", completou a secretária.

Comentários