Após ser eleito, Aprígio concede 1° entrevista e diz que eleitor pode esperar “muito trabalho”

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 4/12/2020

O prefeito eleito Aprígio e seu vice Buscarini concederam a primeira entrevista coletiva  na manhã desta quinta-feira, 3, após a vitória no segundo turno com 67.853 dos votos. Aprígio falou sobre a escolha do seu secretariado, as medidas que já pretende adotar na cidade no primeiro ano de mandato, os desafios que acredita encontrar, sua relação com a Câmara, além de como está sendo feita a transição de governo. 

Embora tenha informado que já sonda algumas pessoas para seu time de secretários, ele não adiantou nenhum nome. O intuito, porém, é que sejam escolhidas  pessoas com nível técnico para comandar cada pasta. “Estamos tentando montar um secretariado técnico porque o político muitas vezes já tivemos a experiência de que não funciona como queremos. Então, hoje tem alguém para saber o que vai fazer e desenvolver um trabalho técnico e errar menos”, disse. 

Assim que assumir a prefeitura, Aprígio acredita que vai enfrentar algumas dificuldades, mas disse que o povo pode esperar “muito trabalho e muita disposição”. Ele também falou sobre sua relação com a Câmara e se mostrou disposto a conversar com os oito vereadores eleitos de seu adversário. Dos 13 parlamentares, apenas 5 compõem a base de apoio de Aprígio. 

“Com os vereadores, vamos conversar, não temos problema. Por mais que eu elegi a minoria, acredito que uma boa parte quer a melhora da cidade. Nós vamos conversar, até porque precisamos trabalhar em conjunto”, enfatizou. 

Uma das novidades de seu governo será uma espécie de subprefeitura na região do Pirajuçara, que será comandada por Buscarini. “Como vice-prefeito eu quero estar livre para acompanhar a cidade como um todo. Este é o meu compromisso com o Aprígio, de ajudá-lo em todos os segmentos ativamente [...] a regional vai ser uma extensão do Gabinete do Prefeito”, disse.  

Aprígio também falou de seus planos na saúde, enfatizando que quer adquirir mais equipamentos e dar condições para os profissionais trabalharem, além de atrair novas empresas com incentivos fiscais e, ainda, fazer negociações para privatizar a BR-116. 

Já na habitação ele disse que pretende construir moradias populares para as famílias de Taboão da Serra. Para isso, disse que vai buscar recursos junto ao Governo Federal e Estadual. 

Aprígio assume a prefeitura no dia 1 de janeiro. Até lá a cidade ainda será comandada pelo prefeito Fernandes. Segundo ele, a transição de governo está sendo pacífica, embora ainda não tenha conseguido acessar à prefeitura. 

“Estamos fazendo uma transição bem pacífica, é o que queremos fazer, apesar de o prefeito ainda não nos permitiu entrar na prefeitura para fazer a transição, mas eu penso em achar a prefeitura como uma pessoa deve entregar para o outro [...] imagino que o prefeito vai ter bom senso e deixar a prefeitura em condição da gente funcionar”, relatou 

A equipe responsável pela transição é composta por Antônio Rodrigues do Nascimento e José Alberto Tarifa, dois ex-secretários no governo de Evilásio Farias, além do vereador Eduardo Nóbrega e dos advogados Matheus Barbosa e Wagner Luiz Eckstein Júnior. 




Comentários