Engenheiro Daniel e Aprígio disputarão 2° turno para prefeito em Taboão da Serra

Por Redação | 16/11/2020

Em uma eleição acirrada, Aprígio, do Podemos, e Engenheiro Daniel, do PSDB, conseguiram garantir o maior número de votos entre os eleitores de Taboão da Serra e vão disputar o 2° turno na cidade para o cargo de prefeito. Com 100%,  das urnas apuradas, Daniel ficou em primeiro lugar e obteve 46.350 votos, o que representa 33,42% dos votos válidos . Já Aprígio conseguiu a preferência de 44.400 eleitores, 32,01% do total de válidos.

Também concorreram Eduardo Nóbrega (MDB), que ficou em terceiro lugar, com 31.765 votos (22,90%). Logo em seguida vem Najara Costa (PSOL), com 8.734 (6,30%), Professor Oderlan (PT), com 2.924 (2,11%), Vitor Medeiros (PSL), com 1.848 (1.33%), Dr Ronaldo Dias (PP), com 1.801 (1.30%), Waldermar Lima (PMN), com 560 (0,40%) e  Plínio do Pirjaussara (SD), com 306 (0,22%).

A ida de Daniel e Aprígio para o 2° turno já era especulada no meio político. O Engenheiro Daniel é estreante na política da cidade, mas conseguiu emplacar a maior quantidade de votos e desbancar os outros candidatos para ir ao segundo turno. Seu nome foi escolhido a dedo pelo prefeito Fernando Fernandes (PSDB) para ser o candidato apoiado pela máquina após atuar  como secretário de Manutenção na cidade. 

Aprígio, que já foi vereador por 2 mandatos e é atualmente deputado estadual, tentou se eleger como prefeito duas vezes, mas sempre ficou em segundo lugar. Aprígio não conseguiu emplacar os 50% dos votos válidos necessários para vencer no primeiro turno, como vinha declarando acreditar o candidato durante a campanha. Esta pode ser a chance mais clara de ele levar a prefeitura. 

Esta é a primeira vez que Taboão da Serra terá 2° turno. Com o cancelamento da identificação biométrica por conta da pandemia do novo coronavírus, a cidade alcançou mais de 217 mil eleitores, quantidade necessária para classificar a cidade com possibilidade de duas votações para prefeito. Isso porque, de acordo com a Constituição Federal, nos municípios com mais de 200 mil eleitores deve haver segundo turno se nenhum candidato obtiver mais da metade dos votos válidos no primeiro turno.

Segundo o TSE, 163.548 eleitores taboanenses participaram do pleito. Destes, 9.767 votaram em branco e 15.093 anularam o voto. 

Comentários