Embu das Artes tem aumento no número de homicídios, latrocínios e estupros em setembro

Por Redação | 29/10/2020

Embu das Artes registrou aumento de homicídios, latrocínios e estupros em setembro, todos considerados crimes hediondos. A comparação é feita com base no mesmo mês do ano passado, utilizando os dados da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, que mensalmente divulga as estatísticas criminais do Estado de São Paulo.  

No mês, 2 pessoas foram assassinadas na cidade, o que representa aumento de 100%, já que apenas um caso foi registrado no mesmo período do ano passado. Esta é terceira vez em 2020 que o índice sofre aumento. Em fevereiro, o número de homicídios subiu de 1 para 2 casos, e em abril, de 0 para 2.

A cidade ainda teve seu primeiro registro de latrocínio (roubo seguido de morte) no ano. Em 2019, no mesmo mês, não houve casos. Estupro também cresceu, indo de 8 para 12 casos, alta de 50%. Desde março, quando houve aumento de 33% nos registros, o índice não vinha crescendo. 

Apesar de os crimes hediondos terem subido, os contra o patrimônio caíram, com exceção do roubo de carga, que teve 100% de casos a mais, indo de 4 para 8. Roubo em geral teve queda de 7%, com redução de 100 para 93 registros. Já roubo de veículo diminuiu de 14 para 10, queda de 28,57% 

Seguindo a curva decrescente, furto teve redução de 23,40% casos, com queda de 94 para 72 registros. Furto de veículo foi o crime que mais caiu na cidade. Foram 34,78% casos a menos na cidade, indo de 23 para 15. 

Produtividade policial

No mês, 27 pessoas foram presas em flagrante e 21 por mandado. Também houve 1 menor apreendido em flagrante e 1 por mandado, além de 6 armas de fogo apreendidas. O número de inquéritos policiais instaurados para investigação chegou a 112.

 

Comentários