Taboão supera meta, atinge 6.7 pontos no Ideb e fica entre os melhores ensinos da região

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 15/09/2020

Pelo 7° ano consecutivo, Taboão da Serra superou a meta estipulada pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Em 2019, a cidade atingiu 6.7 pontos nos anos iniciais (do 1° ao 5° ano), ultrapassando em 0.4 a meta projetada, que era de 6.3. O resultado foi divulgado pelo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta terça-feira, 15. 

Medido a cada dois anos, o Ideb é o principal indicador da qualidade da educação brasileira e é calculado com base em dados de aprovação nas escolas e de desempenho dos estudantes no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O Saeb avalia os conhecimentos dos estudantes em língua portuguesa e matemática. O índice final varia de 0 a 10.

A cidade também ultrapassou a média nacional, que ficou em 5.9 pontos. Apesar de o índice ter recuado 0.1 em relação a 2018, que ficou em 6.8 pontos, Taboão da Serra também garantiu uma das melhores educações básicas entre as cidades da região Sudoeste da Grande São Paulo,  ficando atrás apenas de Juquitiba, com  6.8 pontos, superando os 6.1 estipulados. 

Vargem Grande Paulista vem logo em terceiro lugar no ranking região, com 6.6 pontos, 0.1 acima dos 6.5 projetados. As três cidades no topo da lista foram as únicas que conseguiram alcançar a média estipulada. 

São Lourenço da Serra atingiu 6.4 pontos, no entanto, o previsto era bater a média de 6.5 Já Itapecerica da Serra teve pontuação de 6.1, não alcançando os 6.3 estipulados. Tanto Embu das Artes quanto Cotia tiveram média de 6.0, no entanto, as projeções eram de que as cidades atingissem 6.1 e 6.3 respectivamente. Embu-Guaçu foi a cidade da região com pior índice, tendo registrado 5.7 pontos, 0.3 abaixo dos 6.0 previstos. 

Comentários