Convenção oficializa candidatura de Eduardo Nóbrega a prefeito e Moreira a vice

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 13/09/2020

O MDB oficializou na noite desta sábado, 12, durante convenção realizada no Parque das Hortênsias, o nome de Eduardo Nóbrega como candidato a prefeito de Taboão da Serra e do professor Moreira, do PDT, como seu vice. Outros 120 nomes foram lançados na disputa para vereador. 

A coligação do partido, que tem MDB, PDT, DEM, Avante, Cidadania, PV, PSB, contou com a adesão de última hora do PL, do deputado federal Valdevan Noventa, e agora soma ao todo com 8 siglas.  A convenção, que contou com um público empolgado e esperançoso na vitória, foi a terceira maior da cidade e teve presença de lideranças políticas e presidentes de partidos. 

Em um discurso caloroso, Eduardo abriu fogo contra o governo do prefeito Fernando Fernandes, criticando a saúde, a educação e a mobilidade urbana. “São diversos apontamentos e olhando esses problemas da cidade começamos o nosso projeto para Taboão da Serra [...] caberá a nós e a esse grupo mudar essa realidade”, disse.

Ele também destacou que pretende construir um Hospital Municipal Veterinário, aumentar as PACs, ampliar os ghorários de atendimentos das UBSs e implementar ônibus com wifi, ar-condicionado, além de criar o bilhete único da cidade. 

“Somos a mudança que Taboão precisa. Hoje é o dia mais feliz da minha. Sei que pesa sob os nossos ombros o desafio de pegar o município em dificuldades e devolvê-lo em com prosperidade, mas não nos faltará capacidade, humildade, coragem, força de vontade, disposição”, ressaltou. 

O professor Moreira, que chegou a anunciar sua pré-candidatura para prefeito, explicou que se uniu a Eduardo porque percebeu que esse era o desejo do povo . “As nossas propostas têm tudo a ver. E a pessoas falavam ‘e aí, como vocês vão fazer’. e eu e o eduardo fomos nos conhecendo mais ainda, me aproximando mais e eu vi o quanto o eduardo está preparado”, ressaltou. 

Moreira também enfatizou que pretende implementar um orçamento participativo na cidade “para que o povo decida onde o dinheiro vai ser gasto”. 

 

Comentários