Estado libera 60 bolsas de auxílio-desemprego no valor de R$ 330 para moradores de Embu e região

Por Redação | 18/08/2020

O Governo do Estado de São Paulo libertou nesta segunda-feira, 17, 60 bolsas de auxílio-desemprego no valor de R$ 330 para três cidades da região. Embu das Artes, Embu-Guaçu e Juquitiba terão 20 vagas cada uma. Além de receberem o auxílio, os participantes também poderão realizar cursos de qualificação. 

"O Governo de SP tem um programa muito bem-sucedido, que são as frentes de trabalho, que agora conta com a bolsa-auxílio e a qualificação profissional”, destacou Rodrigo Garcia, vice-governador de São Paulo. As inscrições já estão abertas e são totalmente gratuitas. 

No Estado, serão mais de 10 mil vagas, distribuídas em 365 municípios. A ação tem por objetivo reduzir os impactos da pandemia do novo coronavírus entre a população carente em todo estado, proporcionando geração de renda e capacitação.

As oportunidades oferecidas são nas áreas de zeladoria, limpeza, conservação e manutenção de órgãos públicos municipais. Além do auxílio, o cidadão beneficiado contará com seguro contra acidentes pessoais e realizará cursos de qualificação profissional ou alfabetização oferecidos pelo Centro Paula Souza.

Como participar?

Para participar do programa Emprego e Renda, o candidato deve estar desempregado há pelo menos um ano, ser maior de 17 anos e residir no Estado de São Paulo por no mínimo dois anos.

As inscrições já estão disponíveis. Em Embu das Artes, as inscrições podem ser feitas na Fábrica de Empregos, no Santa Tereza. Em em Embu-Guaçu, os moradores podem comparecer no Ganha Tempo, no centro. Já em Juquitiba, as inscrições serão feitas no Centro Cultural.

O bolsista permanece no programa por até nove meses, com jornada de atividades de seis horas diárias, quatro dias por semana, prestando serviços de interesse local. No quinto dia, o inscrito deverá frequentar o curso de qualificação profissional ou alfabetização.

Os participantes também receberão seguro contra acidentes pessoais. O programa, realizado em parceria com as prefeituras, tem como objetivo proporcionar qualificação profissional e renda para os cidadãos desempregados por meio de atividades produtivas em equipamentos municipais.

 

Comentários