Polícia tenta identificar homem que executou jovem com tiro na cabeça em Itapecerica da Serra

Por Redação | 5/08/2020

A Polícia Civil tenta identificar o autor do assassinato do jovem Gabriel Oliveira Borba, de 22 anos, que morreu na última quarta-feira, dia 29, com um tiro na cabeça na rua Pedro Xavi, em Itapecerica da Serra. O rapaz foi abordado por pelo menos dois homens encapuzados e executado na frente do pai, de 60 anos. 

Segundo informações apuradas pela reportagem, Gabriel trafegava em um Celta prata atrás de seu pai, que estava em uma Fiorino acompanhado por outro rapaz, de 32 anos, quando um Prisma preto entrou na frente e obrigou os veículos a pararem. 

Dois homens encapuzados desceram armados e disseram ser policiais. Eles obrigaram os três a desembarcarem dos carros e a deitarem no chão, questionando a todo momento sobre drogas escondidas. 

Em seguida, um dos homens caminhou em direção a Gabriel e efetuou um disparo, que o atingiu na cabeça. O jovem foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Os autores do crime fugiram. A placa de um carro que pode ter sido usado no assassinato já foi identificada pela polícia. 

De acordo com a família, antes de ser morto, Gabriel prestou queixas na polícia sobre ameaças que recebeu. Em um boletim de ocorrência, ele e o pai informaram que homens, também se passando por policiais, invadiram a casa onde moram proburando por supostas drogas e ameaçaram o rapaz. Os parentes da vítima, porém, afirmam que ele não tinha envolvimento com nenhum tipo de crime.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, o “caso é investigado como homicídio pela Delegacia de Itapecerica da Serra, que instaurou inquérito policial”. Agora, a unidade tenta encontrar mais elementos que ajudem “no esclarecimento dos fatos e na identificação dos autores”. 

Comentários