Taboão da Serra inicia junho com isolamento social de 45%

Por Redação | 3/06/2020

Taboão da Serra iniciou o mês de junho com índice de isolamento social bem abaixo do recomendado. De acordo com o Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP), na segunda-feira, dia 1, a adesão a quarentena foi de 45%.

Neste mês começa a flexibilização gradual da economia anunciada pelo governador João Dória, no entanto, Taboão da Serra precisa registrar pelo menos índice de isolamento de 55% para fazer parte do plano.

Na região, Embu das Artes também registrou taxa abaixo da mínima recomendada, assim como Itapecerica da Serra. Na segunda, 1, ambas registraram respectivamente 47% e 46% de adesão a quarentena.

Além do isolamento social, o Estado também monitora o número de casos confirmados, de mortes e de internações, a taxa de ocupação dos leitos de UTI e o número de 100 mil habitantes para permitir a abertura dos comércios.

O plano de reabertura é dividido em cinco fases, sendo a primeira a vermelha, onde se encontra a região. Ela determina que apenas setores considerados essenciais sejam abertos, assim como já estava sendo feito anteriormente em todo o Estado.

Já no nível dois, que é laranja, a abertura controlada pode ser feita por shoppings centers, comércio, imobiliárias e concessionárias.

Na fase três, amarela, há uma maior flexibilização da quarentena, com a permissão de abertura de salões de beleza, bares e restaurantes.

Na etapa 4 e 5 ainda não estão inclusas nenhuma cidade. A 4, que é a verde, prevê a abertura também de academias e a 5, classificada pela cor azul, pressupõe um quadro já controlado e autoriza a retomada de todas as atividades econômicas.

Uma região só poderá avançar à próxima etapa após manter por 14 dias os indicadores de saúde estáveis. Caso haja diminuição nos números, a região poderá voltar para a etapa anterior.

Comentários