Taboão inicia junho com a marca de 505 infectados por covid-19; 66 pessoas já morreram na cidade

Por Redação | 1/06/2020

Taboão da Serra iniciou o mês de junho com a marca de 505 moradores infectados por coronavírus, segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde. A cidade também registrou mais uma morte e o total de óbitos chegou a 66. A vítima fatal é uma mulher de 58 anos, diabética, que estava internada no Hospital das Clínicas.

Ainda de acordo com o boletim divulgado, 266 moradores já foram curados e outros 173 casos ainda estão ativos, em acompanhamento pela Saúde. Na cidade, outras 222 pessoas ainda aguardam o resultado do exame e 336 suspeitas já foram descartadas. Ao todo, houve 1063 notificações.

Taboão da Serra, que tem maior densidade demográfica do país, com cerca de 13 mil habitantes por quilometro quadrado, segundo o IBGE, segue sendo a cidade da região Sudoeste da Grande São Paulo com maior número de mortes causadas pela Covid-19, com uma taxa de letalidade de 13%.

Para tentar barrar o avanço da doença na cidade, foi decretado estado de calamidade pública, com a proibição de funcionamento de todos os comércios considerados não essenciais e a suspensão das aulas. Segundo a orientação do Governo de São Paulo, até dia 31 a medida estará mantida.

No município também passou a ser passou a ser obrigatório o uso de máscaras, que começaram a ser produzidas pela Escola de Corte e Costura para ser entregues à população de graça. Ao todo, mais de 25 mil já foram distribuídas.

As ruas, calçadas, pontos de ônibus, entradas e portões de casas e áreas próximas às Unidades Básicas de Saúde (UBS), do Pronto Socorro, da Unidade de Pronto Atendimento e do Hospital de Campanha são lavadas com uma solução desinfectante.

Foi instalado na cidade um sistema para tirar dúvidas e evitar que a população se desloque para unidades médicas sem necessidade. Moradores podem entrar em contato com número 0800 7758500, que funciona todos os dias, das 07h às 19, para tirar esclarecer questões sobre o coronavírus. Todas as UBS também têm seu próprio canal par tirar dúvidas. 

Comentários