HGP não faz parte dos hospitais de referência para tratar Covid-19 e mantém atendimento a outras doenças

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 22/04/2020

O Hospital Geral do Pirajuçara, importante unidade de saúde da região, não faz parte da grade de hospitais que tratam casos de coronavírus e, por isso, mantém os atendimentos a outras especialidades. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo ao Jornal Na Net.

Segundo o órgão, o hospital é referência a casos de alta complexidade e de urgência e emergência, como politraumas, neurocirurgia, além de cardiologia adulto, infantil e neonatal, e por isso vai manter os atendimentos direcionados a esse perfil para que pacientes que necessitem de cuidados médicos não relacionados ao Covid-19 não fiquem desamparados.

O HGP garante tratamento para cerca de 2,7 milhões de pessoas de 15 cidades do entorno que apresentam quadro de saúde complexo, de acordo com a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), instituição que administra a unidade.

A recomendação do Estado é para que pessoas com suspeita de coronavírus procurem as Unidades Básicas de Sáude, “pois são as portas de entrada dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)”.

Os munícipes também podem procurar as unidades médicas montadas exclusivamente para atender casos de Covid-19. Em Taboão da Serra, há o Hospital de Campanha, em Embu das Artes, o Centro Médico Embuense de Combate ao Coronavírus, e em Itapecerica da Serra, o Centro de Referência do Coronavírus.

“Os casos que requerem internação podem ser encaminhados por serviços estaduais de referência na região para casos do novo Coronavírus, como os Hospitais de Itapecerica da Serra, Cotia, Itapevi e Osasco”, informou ainda a Saúde Estadual.

Confira nota na íntegra da Secretaria do Estado da Saúde 

O Hospital Geral de Pirajussara é referência no atendimento a casos de alta complexidade e em áreas fundamentais para atendimentos a urgências emergências, como politraumas, Neurocirurgia, além de Cardiologia adulto, infantil e neonatal. Justamente por isso, a unidade mantém seu perfil, focado no atendimento a casos que necessitam de assistência médica imediata, garantindo atendimento à população.
Cabe reforçar que a indicação é que os pacientes com sintomas de COVID-19 procurem serviços da atenção primária, como as UBSs, pois são a porta de entrada dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Os casos que requerem internação podem ser encaminhados por serviços estaduais de referência na região para casos do novo Coronavírus, como os Hospitais de Itapecerica da Serra, Cotia, Itapevi e Osasco.

Comentários