Tios do transporte escolar de Taboão e Embu carreata para pedir ajuda às prefeituras

Por Redação | 22/04/2020

Os motoristas e monitores do transporte escolar de Taboão da Serra e Embu das Artes realizam nesta manhã de quarta-feira, dia 22, uma carreata para pedir ajuda financeiras ao poder público das cidades. O ato vai passar pela Régis Bittencourt em direção à sede da prefeitura de Taboão, depois seguir até a Câmara Municipal de Embu das Artes e terminar na prefeitura de Embu.

Ao todo, cerca de 50 vans participam do ato. A categoria fez uma lista extensa de reivindicações para tentar negociar com as prefeituras da cidade. Pedem ajuda emergencial ou subsídio equivalente aos gastos que têm, negociação de financiamentos dos veículos, isenção de taxas, como o ISSQN e o recadastramento anual, prorrogação para 2021 dos veículos que têm data limite de circulação em 2020, adiar para 2021 as vistorias de tacógrafos e inmetro que estão vencendo em 2020 e isenção de IPI e ICMS para veículos novos.

Segundo os manifestantes, o transporte escolar foi o primeiro a parar, por consequência da suspensão das aulas estaduais e municipais, e será o último a voltar. “Temos muitas taxas para circulação, semestralmente avaliações nas vans e outras coisas que um auxílio emergencial não cobre [...], sem contar que estamos perdendo muitas crianças devido à pandemia”, informou Lucas Ferreira, um dos tios escolares.

Devido à pandemia do novo coronavírus, os motoristas e monitores permaneceram dentro das vans. A recomendação é que sejam usadas máscaras e álcool em gel para se protegerem do novo vírus. A Polícia Militar e Divisão de Trânsito das cidades acompanha o ato. Motoristas que vão passar pela Régis Bittencourt, pelas vias principais do Parque Pinheiros, pela região do Pirajuçara e no caminho sentido centro de Embu devem ficar atentos ao trânsito.

 

 

Comentários