Fernando Fernandes justifica instalação do hospital de campana no SER

Por Redação | 1/04/2020

O prefeito Fernando Fernandes explicou em suas redes sociais por meio de um vídeo divulgado nesta terça-feira, dia 31, que decidiu instalar o novo hospital de campana no Serviço Especializado de Reabilitação (SER) porque a estrutura do prédio oferece melhores condições para tratar de pacientes que possam ser infectados pelo novo coronavírus na cidade.

“No SER tanto os pacientes, como os profissionais de saúde terão instalações em melhores condições pois lá já temos água e esgoto encanados, banheiros em número ideal, instalações elétricas mais estáveis, ou seja, toda uma infraestrutura para proporcionar maior segurança aos pacientes e aos profissionais da saúde”, disse.

A grande maioria dos pacientes que antes eram atendidos na unidade, segundo o prefeito, eram de idosos. Por isso, os serviços já estavam sendo suspensos para evitar a proximidade entre eles, que são do grupo de risco. Agora, ainda de acordo com Fernando, “os pacientes serão atendidos de forma descentralizada, em grande parte pelo PAD, Programa de Atenção Domiciliar”.

Fernando ainda justificou que, apesar de muitas pessoas terem sugerido construir o novo equipamento na Arena Multiuso, o espaço não oferece condições necessárias para instalação. “A Arena Multiuso, que realmente é um espaço enorme, é de difícil acesso para pacientes, principalmente os mais idosos. E além disso, não tem as condições necessárias para dar segurança aos pacientes e aos profissionais da saúde”, pontuou.

Resposta a Aprígio

No vídeo, o prefeito também responde a sugestão de Aprígio, que opinou em suas redes sociais que “não desativa um equipamento de saúde como o SER, pois precisaremos dessa unidade para reabilitar os pacientes que poderão ficar em tratamento intensivo”.

“A última coisa que precisamos agora é que os assuntos da saúde sejam politizados.
Qualquer cidadão pode dar dicas e sugestões.
Mas de um deputado estadual que representa Taboão, a gente espera um pouco mais, a gente espera recursos, trabalho e contribuições”, rebateu Fernando.

 

Comentários