Najara Costa é escolhida pelo PSOL para ser pré-candidata à prefeitura de Taboão da Serra

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 24/01/2020

O PSOL confirmou em suas redes sociais a socióloga Najara Costa, de 38 anos, como pré-candidata para disputar a prefeitura de Taboão da Serra nas eleições municipais deste ano.

Segundo explicou Najara em um podcast da rádio Mixtura, que foi ao ar na terça-feira, dia 22, o projeto político para Taboão surgiu da indignação com a política nacional e local, sendo que sua estruturação começou a ser realizada no início de 2019 com seu grupo.

“Foi uma ideia que o coletivo teve e tivemos que maturar. Acho que esse governo, (desgoverno), ensinou muito para gente. Que devemos reagir e não ter medo. A nossa indignação deve nos modificar internamente para traçarmos novas metas e pensarmos um novo modelo de sociedade”. Explicou a pré-candidata, que classificou a ideia de concorrer à prefeitura de Taboão da Serra como um “desafio”.

Com ar de quem quer mudanças e renovação, Najara criticou algumas ações na cidade. “Eu percebo que Taboão da Serra não muda. A gente não tem política de mobilidade decente. Temos um transporte que é caro e ineficaz. Não há um teatro municipal… O município, nos últimos anos, cresceu muito com a verticalização, a partir dos novos prédios, mas também é possível perceber uma periferia que muitas vezes não tem saneamento básico. […] É uma cidade com pouco planejamento urbano, que veio de um contexto de ocupação, que é legítimo, porém, é preciso estruturar novas políticas públicas para as pessoas”, completa.

Para Najara, o fato de Taboão ser uma cidade dormitório impede com que diversas pessoas vivenciem a realidade do próprio município. Nesse sentido, a socióloga expõe a necessidade de se criar medidas que consolidem o direito à cidade a partir de novos projetos em cultura, mobilidade, ocupação e ações direcionados às mulheres periféricas e outros grupos vulneráveis.

Além de socióloga, Najara é mestra em Ciências Humanas e Sociais pela UFABC - Universidade Federal do ABC, professora da Faculdade Zumbi dos Palmares e da rede estadual, moradora da periferia de Taboão da Serra e uma das fundadoras do Coletivo DemocraCidade Taboão.

Comentários