Moradores de Taboão e Embu que integravam Gangue do Rolex são presos no DF

Por Redação | 20/01/2020

A Polícia Civil desarticulou na última semana uma quadrilha especializada em assalto a relógios de luxo que agia em Brasília, no Distrito Federal. Três integrantes da gangue, moradores de Taboão da Serra e Embu das Artes, foram presos durante as ações. A prisão aconteceu na última quinta-feira, dia 16, e um dos assaltantes chegou a ser baleado na perna e segue hospitalizado.

De acordo com os investigadores, os criminosos alugavam carros de alto padrão em nome de parentes e, em seguida, iam em direção ao centro do país, ficando hospedados em Valparaiso de Goiás (GO), no entorno do Distrito Federal.

Eles costumavam escolher as vítimas no aeroporto de Brasília ou em restaurantes do Lago Sul. Dois sempre ficavam no veículo observando o movimento por meio de um binóculo enquanto o terceiro integrante ficava em um moto para seguir os alvos após receber informações da dupla.

Como critério para escolher quem iam assaltar, os criminosos olhavam as roupas e os carros das vítimas. Pelo menos 15 roubos foram cometidos pelo trio, que chegou a dar 1,2 milhão de prejuízo com os relógios roubados. O mais caro deles custava em torno de R$ 180 mil.

Após a prisão, foi verificado que dois deles já tinham passagem pela polícia. Um já tinha sido condenado por dois roubos em São Paulo e estava cumprindo pena em regime aberto e o outro também tinha sido condenado por dois roubos, tráfico e uso falso de documento. O trio agora fica à disposição da Justiça.

Comentários