Em Embu, morador que relatava escutar vozes e estar sendo perseguido tira a própria vida

Por Redação | 6/01/2020

Uma tragédia aconteceu no início da tarde deste domingo, dia 5, em Embu das Artes. Um morador do Jardim do Colégio de 32 anos tirou a própria vida com um tiro de arma na cabeça. Segundo os familiares, ele relatava ouvir vozes e acreditava estar sendo perseguido há pelo menos duas semanas.

Policiais militares foram acionados e comparecerem no local junto com o Samu. O corpo do rapaz foi encontrado caído de joelhos no chão do banheiro e com ferimento de bala na cabeça.

Em conversa com a família, os PMs foram informados de que há pelo menos 15 dias o rapaz vinha sofrendo com alucinações auditivas e que achava que estava sendo perseguido. Ele, porém, não passou passou neste período por atendimento psiquiátrico.

A perícia da Polícia Civil foi solicitada e isolou o local. Exame necroscópico e residuográfico, feito para verificar se há pólvora na mão do rapaz, também foram solicitados. O caso foi registrado na delegacia central de Embu das Artes.

Comentários