Justiça Federal afasta Ney Santos por lavagem de dinheiro

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 12/12/2019

*texto atualizado em 13.12, às 10h

A Justiça Federal decretou o afastamento imediato de Ney Santos da prefeitura de Embu das Artes, segundo noticiou o SP1, da Rede globo. A decisão se baseia em um inquérito da Polícia Federal que investiga Ney por lavagem de dinheiro entre os anos de 2014 e 2017, crime ao qual já foi indiciado, e ocultação de bens. 

Em informações divulgadas pelo site G1, o atual prefeito de Embu das Artes esconde uma série de propriedades por meio de laranjas. Entre os bens estão um terreno em Itaquaquecetuba e outro em Peruíbe, no litoral paulista, um apartamento mobiliado no bairro do Tatuapé, salas de um edifício e uma vaga de garagem em Curitiba, diversos veículos, além de terras na Bahia.

A operação Hammer- On que resultou no indiciamento de Ney Santos foi deflagrada em 2017, no Paraná, e apurava um esquema bilionário contra o sistema financeiro nacional, lavagem de dinheiro, evasão de dividas e organização criminosa. O grupo agia desde 2008.

Comentários