Dupla morta em troca de tiros envolvendo GCM de Itapecerica em posto de combustível não participava de assalto

Por Redação | 18/10/2019

Câmeras de segurança mudaram os rumos da investigação do caso de uma troca de tiros envolvendo Guardas Civis Municipais de Itapecerica da Serra em um posto de combustível em Itaquaquecetuba que terminou com a morte de uma enfermeira e de dois ambulantes. Segundo mostram as imagens, Rodnei Alves dos Santos Reis e Bruno Nascimento de Sousa, mortos durante o tiroteio, não faziam parte do assalto, diferente do que foi divulgado.

Nas imagens reproduzidas pela Rede Globo, é possível ver os dois GCMs e as namoradas no posto. Do outro lado da rua, a dupla de assaltante acessa o estabelecimento a pé. Ao mesmo tempo, um Siena prata ocupado por três ambulantes entra no posto e para em uma das bombas, entre os guardas e os assaltantes.

O roubo é anunciado e a dupla rende os GCMs e as acompanhantes. Um dos bandidos sobe na motocicleta e o outro pega o capacete. Em seguida, quando o segundo assaltante vai subir na garupa, um dos guardas dispara em sua direção. Ele cai e sai correndo enquanto o homem que já estava com a moto, foge do local

Na ação, o segundo GCM atira no Siena parado e mata dois dos ambulantes. Durante o assalto, porém, nenhum dos três desceu do carro.  Um dos ocupantes que sobreviveu aos tiros desce do veículo e um dos guardas começa a agredi-lo. Após a chegada da polícia, ele é preso e identificado como Kauê Oliveira Francisco, de 21.

A enfermeira Roberta Maria de França, de 35 anos, namorada de um dos GCMs, aparece nas imagens atingida por um tiro no peito. Um policial que chega ao local tenta reanimá-la, mas ela não resiste ao ferimento e morre no local.

Após a divulgação das imagens, a Polícia Civil concluiu que nem o Kauê nem seus dois amigos mortos participaram do roubo. Depos de ficar quatro dias preso, o jovem foi solto e disse em entrevista à Globo que tentou avisar ao guarda que não tinha envolvimento no roubo, mas ele não acreditou.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Itapecerica da Serra, que informou "lamentar o triste episódio ocorrido no último dia 12 de outubro em que funcionários desta Prefeitura foram envolvidos em um trágico incidente, culminando na perda irreparável de vidas. A SSTT esclarece ainda que os servidores envolvidos estão afastados de suas atividades laborais exercendo atividades internas e que foi instaurado procedimento administrativo para apuração dos fatos". 

Comentários