Passageira do aplicativo 99 sofre tentativa de estupro durante corrida em Taboão

Por Redação | 23/07/2019

Uma operadora de telemarketing de 34 anos sofreu uma tentativa de estupro na última sexta-feira, dia 19, por um motorista do aplicativo 99 durante uma corrida. A moça embarcou no carro na rua José Mari, em Taboão, e ia para o Campo Limpo, onde mora.

Após solicitar a corrida, a jovem observou as características do carro e embarcou. Depois de dez minutos dentro do veíulo, ela percebeu que o motorista cancelou o serviço pelo aplicativo. Em seguida, passou a elogiá-la, chamando-a para sair e passando mão em partes íntimas.

O autor seguia por ruas desconhecidas e quando recebeu um não da vítima, apertou com força o seu e a perna direita da jovem e a machuou. A calça dela ainda chegou a ser rasgada. O homem em determinado momento parou o carro e novamente ficou tocando no corpo da jovem, mas desistiu depois que a jovem o pediu para parar e a levar para casa.

A vítima, assim que chegou no destino final, foi até o Ama do Capão Redondo para realizar exames. Em seguida, foi até o 1º Distrito Policial com as características do carro e com o do motorista e prestou queixas. O caso será investigado pela Polícia Civil.

A reportagem questionou a 99, que respondeu por meio da nota abaixo:

A 99 recebeu a grave denúncia da passageuria no dia 19 de julho. A equipe interna de segurança e acolheu a usuária e ofereceu todo o suporte necessário. De imediato o motorista foi bloqueado da plataforma e a companhia está disponível para colaborar com as investigações da polícia. 

A empresa repudia profundamente o caso. Essa não e a experiência que o aplicativo quer proporcionar aos passageiros. A 99 está trabalhando 24 horas por dia, 7 dia por semana para colaborar com a segurança dos usuários. 

 

 

Comentários