Erramos: estuprador que apanhou de vítima após atacá-la em Taboão não está solto

Por Redação | 18/07/2019

Atualização de caso na terça-feira, dia 22 - ERRAMOS

O estuprador que foi preso após apanhar da vitima madrugada da última segunda-feira, dia 15, na rua das Carmélias, no centro de Taboão, não foi solto, condirme notícia foi mostrada por uma reportagem do SBT e reproduzida pela Jornal Na Net. O autor segue preso preventivamente no CDP DE Guarulhos e foi ja foi identificado por uma segunda vítima. O homem atacou a vítima, de 22, que conseguiu fugir após lutar com o agressor e lhe dar vários golpes na cabeça. Esta é pelo menos a segunda vez S.A.D.G foi preso por estupro.                                

O crime quechocou a cidade foi registrado pelo circuito de segurança de uma casa. A jovem andava na rua quando foi abordada pelo homem, de 52 anos, que pediu um cigarro. Ele anda ao lado dela por alguns segundos até retira uma faca e coloca no pescoço da moça, tentando arrastá-la para o matagal ao lado.

A vítima reagiu ao ataque. Na luta com o estuprador, que durou cerca de um minuto, ela lhe dá vários golpes, batendo sua cabeça contra o chão, e corre já sem a blusa de frio, somente com um top. A moça ainda foi perseguida novamente pelo homem, mas consegue pedir ajuda na casa da namorada e o estuprador é detido.

A Polícia Militar foi acionada. O agressor e a vítima foram levados ao Pronto Socorro Antena, também em Taboão, e depois ao 1º Distrito Policial. O homem passou pela audiência de custódia e teve a prisão leevenprev secretada.

Os momentos de agonia vividos pela jovem também foram os mesmos vivenciados por uma outra mulher três dias antes, na quinta-feira, dia 18, na rua do Cristo, também no centro de Taboão da Serra. 

Na primeira tentativa de estupro, um suspeito tentou arrastar a jovem para um matagal. Ele estava escondido em um terreno baldio e surpreendeu a mulher enquanto ela passava pela rua.

A proximidade entre os locais dos dois casos e o horário em que o estuprador agiu podem indicar uma conexão entre os dois crimes. A possibilidade de o ainda homem ter atuado na primeira tentativa, no entanto, ainda não foi confirmada.

Comentários